sábado, 27 de outubro de 2018

Bolsonaro critica posicionamento de Joaquim Barbosa; ex-ministro rebate

Bolsonaro critica posicionamento de Joaquim Barbosa; ex-ministro rebate
Rival de Fernando de Haddad (PT) nesta eleição presidencial, Jair Bolsonaro (PSL) criticou o posicionamento do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, por ter declarado voto no petista. O capitão costuma usar o nome do ex-ministro em sua campanha.

"Já está na história que ele mesmo disse que só Bolsonaro não foi comprado pelo PT no esquema de corrupção conhecido como Mensalão, que feria gravemente a democracia do nosso país anulando o Poder Legislativo", publicou o capitão em seu perfil no Twitter. Durante o período eleitoral, Bolsonaro tem usado essa observação feita por Barbosa ao dizer que somente ele votou contra a orientação do PTB, seu partido na época.

Em resposta, o ex-ministro ressaltou que a Ação Penal 470, relativa à sua observação, se referia a líderes e presidentes de partidos — o presidente do PTB, Roberto Jefferson, foi condenado nesse processo. "Bolsonaro não era líder nem presidente de partido. Ele não fazia parte do processo do Mensalão. Só se julga quem é parte no processo. Portanto, eu jamais poderia tê-lo absolvido ou exonerado. Ou julgado. É falso, portanto, o que ele vem dizendo por aí", afirmou.

O magistrado acrescenta que decidiu esclarecer a situação porque a "manipulação" feita com seu nome "foi reiterada" pela campanha de Bolsonaro. Mais cedo, o ex-ministro disse que pela primeira vez tem medo da eleição de um candidato. Neste contexto, ele decidiu votar em Haddad, do PT 
fonte.bn

Nenhum comentário:

Postar um comentário