segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Aborto de menina de 10 será realizado fora do Espírito Santo por questões técnicas

Aborto de menina de 10 será realizado fora do Espírito Santo por questões técnicas

Apesar de uma decisão judicial autorizar uma menina de 10 anos, vítima de estupro, a realizar um aborto em um hospital de referência de Vitória, no Espírito Santo, o procedimento teve que ser realizado fora do estado por questões técnicas. O hospital alegou que não poderia realizar o aborto por questões técnicas. A menina foi transferida para outro estado com apoio da Promotoria da Infância e da Juventude de São Mateus e da Secretaria Estadual de Saúde. A avó acompanha a menina. O destino foi mantido em sigilo. 

A criança, grávida de cerca de 20 semanas, já enfrenta problemas de saúde. De acordo com a lei, ela tem direito de realizar o aborto legal por ter sido vítima de violência sexual e pelo risco de morte materna. Na noite de sexta-feira (14), houve decisão judicial autorizando a realização do procedimento após “manifestação da vontade da criança e da família”. 

A família da vítima sofreu forte pressão para que não houvesse interrupção da gravidez. Dezenas de pessoas foram à casa da avó da menina. Políticos e religiosos também tentaram interferir nos últimos dias. A menina foi estuprada pelo tio, que passou a ser investigado pelas autoridades pelo caso. Ele a estuprava desde os seis anos de idade. Ele está foragido. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário