quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

"Se tivermos o voto eletrônico em 2022, vai ser a mesma coisa", analisa Bolsonaro sobre invasão nos EUA

["Se tivermos o voto eletrônico em 2022, vai ser a mesma coisa", analisa Bolsonaro sobre invasão nos EUA]
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na mesma linha do que defende Donald Trump, o presidente Jair Bolsonaro voltou a acusar o sistema eleitoral norte-americana de ter sido fraudado, em análise à invasão do Congresso nos EUA, no dia em que foi confirmada a vitória do democrata Joe Biden.

Segundo Bolsonaro, a situação de invasão pode vir a se repetir, caso seja mantido o voto eletrônico no Brasil, que na sua visão também é alvo de "fraude" - apesar de ter sido eleito seguidas vezes pelo mesmo sistema de urnas eletrônicas.

"O pessoal tem que analisar o que aconteceu nas eleições americanas agora. Basicamente qual foi o problema, causa dessa crise toda? Falta de confiança no voto. Então lá, o pessoal votou e potencializaram o voto pelos correios por causa da tal da pandemia e houve gente que votou três, quatro vezes, mortos votaram, foi uma festa lá. Ninguém pode negar isso daí", disse Bolsonaro. "E aqui no Brasil, se tivermos o voto eletrônico em 2022, vai ser a mesma coisa. A fraude existe", disse o presidente em exercício.

Novamente sem apresentar provas, apesar de ter feito promessas de que comprovaria a fraude, em visita justamente aos EUA no ano passado, Bolsonaro repetiu que houve fraude em 2018 e que deveria ter vencido o pleito no 1° turno. As informações são do Estadão.

“Se nós não tivermos o voto impresso em 2022, uma maneira de auditar o voto, nós vamos ter problema pior que os Estados Unidos”, disse o presidente, ignorando que no país agora governado por Joe Biden, o voto é impresso.

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro lamentou ainda que Trump tenha tido o seu perfil oficial bloqueado no Twitter. "Bloquearam o Trump nas redes sociais, um presidente eleito. Ainda presidente, tem suas mídias bloqueadas", declarou o presidente brasileiro.


BNEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário