Últimas Notícias

Mulher encontrada em poço foi estuprada antes de ser morta e feminicídio pode ter sido planejado

 


Rose Paredes foi atacada com pedaço de madeira antes de ser atingida com pelo menos oito golpes de faca no rosto.

Rose Paredes, de 39 anos, que foi encontrada morta no poço da própria casa, em Bandeirantes (MS), a 69,8 km de Campo Grande, foi estuprada antes do crime, de acordo com as investigações. O suspeito do crime, Eduardo Gomes Rodrigues, de 53 anos, foi preso nesta segunda-feira (24), quando tentava fugir da cidade.

Segundo o delegado Jarley Inácio de Souza, o suspeito disse em depoimento que já havia mantido relações sexuais consentidas com a vítima duas vezes. No entanto, a investigação aponta que a versão apresentada pelo suspeito é falsa.

“As versões dele foram desconstruídas, nenhuma das versões dele se relacionam com a verdade, com o que dizem testemunhas, por exemplo”, informou o delegado.


Ainda segundo o suspeito, ele teria tido relações com a vítima no dia do crime, quarta-feira (19), e ela teria pedido para ele matar o esposo dela e que diante da negativa, a mulher teria partido para cima dele e então ele a golpeou com um pedaço de madeira.

Contudo, de acordo com a polícia não há evidências que comprovem o que ele diz. Pelo contrário, a perícia indica que a vítima foi atacada ainda deitada na cama.

“Temos provas materiais de que ela foi atacada deitada na cama, acreditamos que a relação não foi consentida, foi estupro”, afirma o delegado.

Suspeito ocultou corpo no poço da residência que dividia com a vítima. — Foto: Reprodução/RedesSociais


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem



header ads