sábado, 28 de dezembro de 2019

Ladrão leva surra de adolescente de 14 anos que luta muay thai


Vítima desferiu sequência de golpes no assaltante, que terminou preso

Qui, 26/12/19 - 19h29
Adolescente sofreu pequenos cortes na perna após revidar a assalto

Um homem de 22 anos, com cerca de 1,80 metro de altura e pesando mais de 80 quilos, tentou roubar o celular de um adolescente de 14 anos e se deu mal na tarde desta quinta-feira (26), no bairro Dona Clara, na Pampulha.
O garotinho franzino, de 51 quilos e tem 1,71 metro de altura, luta muay thai, arte marcial tailandesa, e não se intimidou ao porte físico avantajado do ladrão e deu uma surra nele. O adolescente desferiu chutes, socos, cotoveladas e joelhadas no assaltante.
O garoto conta que estava saindo do prédio onde mora, por volta das 14h desta quinta-feira, quando o suspeito percebeu ele guardando o celular no bolso. O suspeito retornou e tentou tomar o aparelho do garoto, mas levou um soco no rosto.
O suspeito, aparentemente, não portava armas, segundo a vítima.
Ele tentou revidar e foi para cima do adolescente, que disse ter dado vários outros golpes para se defender.
"Teve uma hora que acertei um golpe na barriga do indivíduo e ele caiu para trás. Foi então que ele tentou pegar uma faca e eu saí correndo e comecei a gritar. Os meus parentes perceberam que eu estava sendo vítima de uma tentativa de assalto e chamaram a polícia. Eu corri para um lado,  ele correu para o outro, mas foi preso", conta a vítima.
Na fuga, o adolescente escorregou e caiu, sofrendo escoriações leves no joelho esquerdo. "Ele apanhou muito mais. Só senti medo quando ele pegou a faca e saí correndo ", disse o adolescente.
A mãe dele repreendeu o filho por ele ter reagido ao assalto. A PM recomenda não reagir ao assalto, pois o ladrão pode estar armado. "Eu preferia que o meu filho não tivesse reagido. Graças a Deus ele está bem", comentou a mãe.
O preso foi levado para a Delegacia de Plantão 1 (Deplan), no bairro Floresta, e disse que estava indo "acertar contas" com outro "cara" e que apenas pediu ao garoto para retornar para dentro do prédio, mas que foi atacado pelo adolescente

Nenhum comentário:

Postar um comentário