sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Após encontro com Bolsonaro, Dedé diz que é absurdo dizer que apoia fim da meia-entrada


Após encontro com Bolsonaro, Dedé diz que é absurdo dizer que apoia fim da meia-entrada
Presente entre o grupo de artistas sertanejos que encontrou o presidente Jair Bolsonaro, na última quarta-feira (29), em Brasília , o ator e humorista Dedé Santana quer se deslocar de uma das propostas levantadas na reunião: o fim da meia-entrada em eventos culturais.

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, ele afirmou que não apoia esta causa. “É um absurdo dizer que eu estava lá pra defender isso. Eu nem estava sabendo”, afirmou Dedé, revelando que recebeu o convite para participar do encontro há cerca de um mês e que achava que o evento teria a participação de artistas de diversas vertentes, não apenas sertanejos. “Fui lá para falar sobre o circo. E o Bolsonaro disse que quer me escutar”, explicou.


Dedé não é o único insatisfeito com a repercussão do encontro. Outros artistas anunciados como presentes no evento negaram ter comparecido e destacaram que não se envolvem em questões políticas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário