domingo, 17 de maio de 2020

Em meio a pandemia, Secretário de saúde do Rio de Janeiro é exonerado

O governador do Rio, Wilson Witzel, ao lado de Edmar Santos. Foto: Carlos Magno / Governo do estado (Crédito: )

O secretário de saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, foi demitido neste domingo (17). Segundo o jornalista da GloboNews Octávio Guedes, o governador Wilson Witzel tomou a decisão devido a desgaste provocado por denúncias de fraudes na licitação para a compra de respiradores.

Ainda no começo do mês, o ex-subsecretário estadual de saúde Grabriell Neves e mais três pessoas foram presas por suspeita de terem obtido vantagens na compra emergencial de respiradores para paciente com coronavírus. A ação foi desencadeada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil do estado.

Além de Gabriell Neves, foram presos Gustavo Borges da Silva e Aurino Batista de Souza Filho e Cinthya Silva Neumann. Conforme sentença do juiz Bruno Ruliére, da Vara Criminal Especializada da Capital, Gabriell e Gustavo atuaram nos processos administrativos suspeitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário