sexta-feira, 29 de maio de 2020

HRSAJ tem profissionais infectados pela Covid-19, diz diretor


Hospital Regional de Stº Antônio de Jesus | Sesab

Dr. Antônio Carlos Assunção Neto, diretor do HRSAJ, informou, em entrevista à rádio Recôncavo FM na manhã desta quarta-feira 28, que há profissionais de saúde da unidade infectados com o novo coronavírus. De acordo com o médico, a identificação foi rápida e todos estão com sintomas leves, não havendo necessidade de hospitalização.
Na oportunidade, o médico ainda falou sobre os equipamentos de proteção usados pelos funcionários que trabalham diretamente com pacientes infectados com a Covid-19. Ele disse que todos os funcionários estão trabalhando equipados com EPI’S (Equipamentos de Proteção Individual) necessários e lembrou  que o Hospital já recebeu pacientes com Covid-19 em situação bastante grave, precisando até mesmo de ventilação mecânica, mas que a unidade está preparada para isso.
O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e o Conselho Internacional de Enfermeiros (ICN, sigla em inglês) afirmam que o Brasil é o país com mais mortes de enfermeiros e profissionais de saúde devido à pandemia por Covid-19.
De acordo com o Cofen, são 157 mortes de profissionais de enfermagem, sendo que, nesta quarta-feira (27), já foram confirmadas mais vítimas que ainda serão contabilizadas até o final do dia. O ICN informa que o país tem um número de mortes entre enfermeiros maior que o dos Estados Unidos, com 146 óbitos, e que o do Reino Unido, com 77. As informações são do G1.
De acordo com o G1, o conselho brasileiro também diz que a tendência, com base nos dados nacionais, ainda é de crescimento no número de mortes na área.”Não é possível prever [a estimativa total], neste momento, pois a disseminação do vírus entre os profissionais de saúde depende, principalmente, da disseminação na população em geral. Além disso, fatores como afastamento ou não de profissionais integrantes de grupos de risco, adequação do fornecimento de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) e correta observação dos protocolos de prevenção podem influenciar nos óbitos entre os profissionais de Saúde”, disse a entidade.

Números do Cofen no Brasil:

  • 157 óbitos de profissionais – enfermeiros, técnicos e auxiliares
  • Mais de 17 mil casos confirmados
  • 5,5 mil confirmados
foto: PIRÔPO NEWS /  FONTE:blogdovalente

Nenhum comentário:

Postar um comentário