quarta-feira, 6 de maio de 2020

Ministro da Saúde se compromete a fazer campanha publicitária pelo isolamento social


Ministro da Saúde se compromete a fazer campanha publicitária pelo isolamento social
O ministro Nelson Teich (Saúde) comprometeu-se a promover uma campanha publicitária em defesa do isolamento social. A ação foi tomara durante reunião nesta terça-feira (5) com os secretários estaduais de Saúde descrita como tensa.

No encontro, como antecipado pelo Painel, o ministro foi cobrado a engordar a ajuda financeira, a acelerar a habilitação de leitos de UTI (que, dizem, está "muito atrasada") e a definir de que modo o governo federal ajudará no custeio dos hospitais de campanha, segundo a Folha de São Paulo.

Os secretários cobraram do ministro uma diretriz mais clara de sua gestão para o combate ao coronavírus. Ele, então, assumiu o compromisso de fazer campanha focada em distanciamento social e cuidados de prevenção, como lavagem das mãos.

O presidente Jair Bolsonaro tem relativizado a importância do isolamento social desde o início da pandemia, o que levou a embates com o ministro da Saúde anterior, Luiz Henrique Mandetta, que acabou exonerado.

Em nota, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) disse que "não está contra ninguém, mas a favor da Saúde dos brasileiros. Para isso, os estados e municípios não podem mais continuar pregando sozinhos sobre a necessidade de isolamento social. É preciso que o SUS tenha um único discurso, e espera que o Ministério da Saúde se junte a ele, nesse esforço para salvar vidas".

O conselho diz esperar que as ações definidas com o ministro seja colocadas em prática a partir de segunda-feira (11).

Nenhum comentário:

Postar um comentário