sábado, 2 de maio de 2020

Pastor evangélico morre por coronavírus no Chile após culto com 300 pessoas

Pastor Mario Salfate ao centro, em imagem publicada em uma rede social — Foto: Reprodução/Facebook

Um pastor evangélico morreu no Chile de coronavírus após ter conduzido, no final de março, um culto reunindo centenas de pessoas em uma cidade perto de Santiago, em meio a fortes críticas aos pastores protestantes que pedem a manutenção das cerimônias religiosas.
Mario Salfate, 67 anos, morreu na terça-feira (14) no hospital de Los Andes, onde foi internado em 23 de março "após ser confirmado portador de Covid-19", informou a instituição médica em comunicado.
A morte dele ocorre em meio a uma grande polêmica pelos insistentes apelos de alguns pastores evangélicos para continuar com as cerimônias religiosas e desafiar o coronavírus.
O Chile contabiliza cerca de três milhões de fiéis evangélicos, uma religião que vem conquistando adeptos - principalmente nos setores populares.
As autoridades de saúde decretaram "quarentenas seletivas" em algumas comunas do país, dependendo do número de infecções.
A comuna de El Bosque, em Santiago, entra na quinta-feira em quarentena obrigatória.
Longas filas em supermercados e repartições públicas eram observadas nesta quarta-feira na localidade antes do início do confinamento.
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário