sexta-feira, 31 de julho de 2020

Perfis bolsonaristas são bloqueados pelo Twitter internacionalmente a pedido de Moraes


Perfis bolsonaristas são bloqueados pelo Twitter internacionalmente a pedido de Moraes
As contas de políticos apoiadores, empresários e influenciadores ligados ao presidente Jair Bolsonaro foram tiradas do ar internacionalmente pelo Twitter após determinação do ministro do Supremo Tribunal federal 9STF), Alexandre de Moraes. As contas já haviam sido bloqueadas na sexta-feira (24), no entanto, os moderadores dos perfis alteraram as configurações de localização das contas para outros países e continuaram a publicar mensagens. A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. 

O bloqueio das contas foir solicitado no âmbito do inquérito que apura a produção e disseminação de fake news e ataques à Suprema Corte. 


A ativista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, líder de um grupo armado de extrema direita, por exemplo, xingou o ministro do STF no mesmo dia nas redes sociais. Ela chamou Moraes de “cabeça de piroca” e “ditador de merda” em sua conta bloqueada para o Brasil.


Nesta quinta (30), Giromini desabafou em nova conta: "Fui censurada no MUNDO! Ajudem a compartilhar essa mensagem: existem presos políticos e censurados no Brasil! Darei centenas de entrevistas na América Latina e Estados Unidos para denunciar tais abusos! DITADORES VÃO CAIR!", diz a coluna. 


Outros nomes como o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), o blogueiro Allan dos Santos e os empresários Luciano Hang (da Havan) e Edgard Corona (das academias Smart Fit), alvos de investigação no âmbito do inquérito das fake news, tiveram suas contas suspensas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário