quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Casos de Covid-19 aumentam 261% entre adolescentes do sistema socioeducativo

[Casos de Covid-19 aumentam 261% entre adolescentes do sistema socioeducativo]
Agência Brasil

 


O número de casos de Covid-19 entre adolescentes que cumprem medida no sistema socioeducativo teve alta de 261% nos últimos três meses, de acordo com boletim divulgado nesta quarta-feira (16) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Em 15 de junho, eram 239 ocorrências confirmadas, enquanto em em 14 de setembro o número saltou para 863 registros de contaminação. Com a soma entre adolescentes e servidores, já são 3.946 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e 21 óbitos desde o início da pandemia.

Já no sistema prisional, os novos dados apontam que, no intervalo entre 14 de agosto e 14 de setembro, a incidência de Covid-19 entre pessoas presas e servidores aumentou 47,8%, totalizando 34.961 casos. No mesmo período, o número de mortes aumentou 18,58%, chegando a 192.

No mesmo boletim também foram atualizados os dados relativos ao acompanhamento que tem sido feito pelos Grupos de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (GMF) de Tribunais de Justiça.

No total, 26 estados têm detalhado informações sobre recursos disponíveis para o enfrentamento da Covid-19 em estabelecimentos prisionais, tais como equipamentos de proteção individual (EPIs), alimentação, fornecimento de água e material de higiene e limpeza, além de medicamentos e equipes de saúde.

No caso do sistema socioeducativo, há dados disponibilizados por 25 unidades da federação. Alguns TRFs também têm informado valores quanto à destinação de penas pecuniárias para o enfrentamento à pandemia e sobre a oferta de EPIs em penitenciárias federais.

Em relação à testagem nos espaços de privação de liberdade, os GMFs informaram que foram realizados 51.221 exames para a Covid-19 em pessoas presas, o que corresponde a 6,8% da população carcerária no país. Entre servidores, foram aplicados 40.128 exames, o equivalente a 31,5% do contingente de trabalhadores nesses estabelecimentos.

No socioeducativo, houve testagem de 6.593 adolescentes privados de liberdade e de 16.340 trabalhadores dessas unidades, em 23 estados. O Mato Grosso do Sul não distinguiu as categorias de público de seus 180 exames realizados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário