sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Ministério da Saúde tem 9,5 milhões de testes para Covid-19 estocados por falta de insumos

Ministério da Saúde tem 9,5 milhões de testes para Covid-19 estocados por falta de insumos
Foto: Andréa Rêgo Barros/ PCR

Embora tenha obtido 22,9 milhões de exames do tipo RT-PCR, o "padrão ouro" para o diagnóstico da Covid-19, o Ministério da Saúde distribuiu apenas 6,43 milhões para estados e municípios. Isso ocorre, principalmente, em decorrência da falta de insumos necessários para a coleta e extração do material genético de pacientes. 

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, gestores locais afirmam que os testes ficam estocados tanto no ministério quanto nas unidades de saúde porque o governo federal enviou kits incompletos para processar as amostras colhidas. Há 9,46 milhões de testes guardados na pasta, ainda sem destinação.

O número de cotonetes "swab" (2,48 milhões) e de tubos (1,8 milhão) está abaixo do necessário. Ambos são usados para coleta de exames, primeira fase do teste. No caso dos insumos para "extração" do material genético (RNA), que é a segunda fase do processo, a situação é mais crítica, já que apenas 622,6 mil deles chegaram aos estados.

Quanto a isso, o ministério disse ao jornal que pretende regularizar a situação, pois contratou 10 milhões de unidades de extração, que devem ser distribuídas nos próximos 15 dias. Além disso, do total de mais de 20 milhões de testes já adquiridos, 7,65 milhões estão em fabricação na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário