quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

Bahia adquire ultrafreezeres para armazenar vacina da Pfizer, revela Vilas-Boas

 

Bahia adquire ultrafreezeres para armazenar vacina da Pfizer, revela Vilas-Boas
Foto: Paula Fróes/GOVBA


Apesar do Ministério da Saúde sinalizar que a vacina da Pfizer/BioNTech não será adquirida pelo Brasil, na Bahia, o governo estadual autorizou montagem de uma rede de ultrafreezeres que possam armazenar o imunizante. A informação foi divulgada pelo secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, no Twitter, nesta quinta-feira (3). 

 

Um dos argumentos do Ministério é que o governo federal deve adquirir apenas vacinas que sejam armazenadas entre 2 e 8 graus, como as que já fazem parte da lista de imunizantes disponibilizados pelo SUS. A vacina da Pfizer, que já foi autorizada e deve começar a ser aplicada no Reino Unido na quarta-feira que vem (9), precisa ser armazenada a - 70 graus. 

 

De acordo com Fábio Vilas-Boas, os ultracongeladores adquiridos pelo estado chegam a -80 graus e vão permitir que a Bahia esteja preparada para estocar e distribuir a vacina da Pfizer ou da Moderna. 

 

O titular da Sesab explica que as duas vacinas são sintéticas, de RNA, a mais avançada tecnologia de vacinas do mundo. 

 

Ele ressalta que o estado se antecipou e estará preparado para quando os imunizantes forem aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

A Bahia registra números crescentes de casos ativos e aumento da taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva, e já é possível afirmar que o estado vive uma segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus. Esta é a avaliação do secretário estadual de Saúde, que fez a afirmação ao Bahia Notícias nesta quarta-feira (2).



BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário