sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Fabricante da Coronavac admite ainda não ter dados sobre eficácia da vacina


-
Foto: Reprodução

O governador paulista João Doria tem feito forte pressão para vender ao Ministério da Saúde a vacina do laboratório chinês Sinovac, por meio do instituto Butantan, alegando inclusive sua “eficácia”.

Mas Doria poderia solicitar explicações ao dono do laboratório Sinovac, Yin Weidong, cuja empresa admitiu à agência de notícias Bloomberg não dispor de dados sobre a eficácia da vacina, rebatizada no Brasil de “Coronavac”.

O laboratório chinês prevê para janeiro a divulgação desses resultados. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário