segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Bahia não confirma início de vacinação contra Covid-19 nesta segunda

 

Bahia não confirma início de vacinação contra Covid-19 nesta segunda
Foto: Rodrigo Nunes/MS


Apesar da sinalização do Ministério da Saúde para início da vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira (18), a Bahia não confirma se vai iniciar a aplicação de doses do imunizante ainda hoje. Uma decisão final deve ser informada ao longo do dia.

 

A vacinação estava marcada para começar na quarta-feira (20), mas a pasta federal antecipou e abriu possibilidade para que os estados iniciem logo após receber as doses, que já começaram a ser distribuídas a alguns estados. 

 

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou ao Bahia Notícias não ter recebido, até o momento, comunidado oficial sobre a autorização de antecipação. Em entrevista ao "Isso é Bahia", programa da rádio A TARDE FM em parceria com o BN, o titular da Sesab disse que há uma indefinição em relação ao horário no qual as doses da vacina chegarão ao estado. 

 

"Estamos navegando em mar sem nenhuma coordenada. Recebemos ontem uma planilha de distribuição, às 23h30, confirmando a entrega hoje, exatamente às 8h50. Hoje, às 6h da manhã, a informação foi diferente, dizendo que entregaria às 18h. Há pouco, vi entrevista do ministro dizendo que todos os estados receberiam a vacina até 14h para iniciar a vacina ainda hoje", relatou.

 

Segundo Fábio, caso as vacinas chegem às 14h, é possível iniciar a logística de distribuição do imunizante aos municípios ainda nesta segunda. Ele não confirmou, entretanto, se haveria possibilidade de começar a vacinação hoje.

 

"Se, de fato, chegar às 14h, temos condições de fazer distribuição ainda hoje, via aérea, para todos os municípios. Se chegar às 18h, a logística é diferente porque alguns aeroportos não funcionam à noite. De qualquer forma, nosso compromisso é retirar do aeroporto em no máximo três horas e distribuir para a Bahia inteira, seja de avião, seja de caminhão, seja de carro", afirmou.  
 

 

A Bahia não está entre os 10 primeiros estados a receberem as doses. Serão destinadas 319.520 doses das 6 milhões disponíveis no Brasil, segundo o G1 Bem Estar.

 

"O importante é fazer a distribuição com muita cautela e responsabilidade. São produtos imunobiológicos perecíveis que necessitam cuidado especial. Além da questão de segurança", destacou Vilas-Boas. (Atualizada às 09h28 para incluir as declarações do secretário ao "Isso é Bahia" e as informações sobre a logística de entrega das vacinas)



BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário