segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Homem morto após ser empurrado pela namorada seria pai de gêmeos

 




Segundo familiar relatou ao G1, namorada está grávida de gêmeos. Ela chegou a fazer postagens nas redes sociais comemorando a vinda dos filhos e marcando o companheiro. Mulher foi indiciada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

O homem de 39 anos que morreu após bater a cabeça durante uma discussão com a namorada, de 31, em Praia Grande, no litoral de São Paulo, seria pai de gêmeos, segundo relatou seu filho de criação nesta segunda-feira (18). À polícia, a mulher relatou que o empurrou para se defender de uma agressão, quando ele acabou caindo e morrendo no local. Ela foi presa em flagrante após o ocorrido.

Marcos Ramos fazia trabalho voluntário como professor de capoeira e trabalhava registrado em uma empresa. De acordo com seu filho de criação, o projetista de móveis Richard Henrique Marques Lopes, de 19 anos, o pai estava animado para a chegada dos primeiros filhos biológicos, já que seria a realização de um sonho.

O jovem relatou, em entrevista ao G1, que sua mãe teve um relacionamento de mais de 10 anos com Ramos e, mesmo após terminarem, ele mantinha contato até hoje com o pai de criação.

"Ele conviveu 15 anos com minha mãe e nunca a machucou. Entrou na minha vida quando eu tinha dois anos, não temos o mesmo sangue, mas ele é o meu pai. Cuidou de mim, educou, foi meu pai de verdade. Criou um trabalho espetacular na capoeira com as crianças que mais precisavam. Não posso ter certeza de nada, mas para mim e minha família ele sempre foi uma pessoa muito querida e amada", diz o projetista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário