domingo, 10 de janeiro de 2021

Mulher que deve ser executada em 12 de janeiro pede clemência a Trump

 Crédito: Wyandotte County Sheriff's Department/AFP

Lisa Montgomery em 20 de dezembro de 2004, no Kansas (Crédito: Wyandotte County Sheriff's Department/AFP)

Os advogados de uma mulher americana que será executada na semana que vem enviaram nesta terça-feira (5) um pedido de indulto ao presidente Donald Trump, argumentando que ela foi violentada quando criança e sofreu transtornos mentais em função do trauma.

Lisa Montgomery, condenada à morte por ter matado uma mulher grávida para roubar seu feto, poderia tornar-se a primeira mulher executada pela justiça federal americana desde 1953.

Sem negar a gravidade dos fatos, seus familiares e advogados pediram ao presidente em fim de mandato que comutasse sua pena para prisão perpétua. Isso “enviaria uma mensagem importante sobre a necessidade de socorrer as vítimas de violência doméstica e de abuso sexual”, argumentaram no pedido.

istoe.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário