OLIMPÍADAS

Sejam bem vindos

Sejam bem vindos


sábado, 30 de janeiro de 2021

Na cultura chinesa, a carne de cachorro é legalizada e considerada benéfica durante os meses quentes do verão.

 


Comer cachorro é uma tradição antiga na China, na Coreia do Sul e em alguns outros países asiáticos. Simpatizantes da prática criticam o que chamam de interferência estrangeira nas tradições locais. Na cultura chinesa, a carne de cachorro é legalizada e considerada benéfica durante os meses quentes do verão.





Em 2017 a China inaugurou um  festival de carne de cachorro


Homens comendo em festival que vende carnes de cachorro na China
AFP

Legenda da foto,

Comer carne de cachorro é uma tradição chinesa com mais de 500 anos


Cães mortos à venda em festival
AFP

Legenda da foto,

Nos anos anteriores do festival, ativistas tentaram resgatar os cães para o abate na China

O festival é comumente acusado de crueldade no transporte e no abate dos cães.

Defensores dos direitos animais alegam que muitos desses cães parecem ser animais de estimação roubados de casas e fazendas, enjaulados dentro de caminhões e brutalmente mortos no noroeste chinês, onde seu consumo é mais popular.

Já moradores e vendedores de Yulin - cidade que ganhou os holofotes internacionais desde o início do festival, há cerca de dez anos - dizem que os animais são mortos de maneira humana e que comê-los não é nem mais nem menos cruel do que consumir carne de porco, boi ou frango.

Comer cachorro é uma tradição antiga na China, na Coreia do Sul e em alguns outros países asiáticos. Simpatizantes da prática criticam o que chamam de interferência estrangeira nas tradições locais.

Na cultura chinesa, a carne de cachorro é legalizada e considerada benéfica durante os meses quentes do verão.

Cães vendidos em festival na China
AFP

Legenda da foto,

Na cultura chinesa, a carne de cachorro é considerada benéfica durante os meses quentes do verão

bbc.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário