quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

NOTA DE REPÚDIO A Prefeitura de Nazaré, através da Secretaria Municipal de Saúde, torna público o repúdio aos comentários sem fundamentos e desprovidos de conhecimento técnico, que vêm sendo disseminados de forma irresponsável pelo representante da junta administrativa da Santa Casa de Nazaré

 




NOTA DE REPÚDIO

A Prefeitura de Nazaré, através da Secretaria Municipal de Saúde, torna público o repúdio aos comentários sem fundamentos e desprovidos de conhecimento técnico, que vêm sendo disseminados de forma irresponsável pelo representante da junta administrativa da Santa Casa de Nazaré. 


Diante dos noticiários nacionais sobre aplicações ilegais das doses de vacina, o Ministério da Saúde, por meio da Portaria n°69, publicada em 18 de Janeiro de 2020, tornou obrigatório o uso do Sistema de Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (SCNES) para fiscalizar as fases de vacinação.

Logo que o município recebeu o novo quantitativo de vacinas (AstraZeneca), exclusivas para os profissionais de saúde (em 25 de Janeiro), além do pronunciamento oficial realizado nos canais oficiais da Prefeitura de Nazaré, a Secretaria de Saúde encaminhou um Ofício a todos os estabelecimentos de saúde da cidade, solicitando a imediata atualização cadastral dos seus colaboradores junto à Secretaria, para regularização dos estabelecimentos e prosseguimento com a campanha de vacinação nos mesmos. 

De forma transparente, a Secretaria de Saúde de Nazaré tem seguido todas as determinações Federais e Estaduais, utilizando deste banco de dados do Ministério da Saúde para monitorar a vacinação no município.

Para surpresa de todos, notou-se que a Santa Casa de Nazaré não mantém esse banco de dados atualizado, sendo solicitado que assim o fizessem. 

Em 26 de Janeiro (dia seguinte à solicitação da Secretaria de Saúde), foi enviado pelo representante da junta administrativa da Santa Casa um ofício, contendo, em anexo, uma lista de profissionais a serem inseridos no SCNES.

Neste ofício, o Provedor reconhece as dificuldades impostas pela quantidade de doses recebidas pelo município; e o esforço da Secretaria de Saúde em imunizar os colaboradores da Santa Casa, mesmo com poucas doses recebidas, antes da publicação da Portaria que solicita obrigatoriedade de regularização no SCNES.

Em momento algum foi negada a vacinação aos colaboradores da Santa Casa de Misericórdia, fato comprovado pela lista de profissionais de saúde e de apoio na linha de frente de combate à COVID-19 que já foram imunizados.

É lamentável que um fato de tamanha importância, como a campanha de vacinação diante de uma pandemia, seja utilizada  como meio de politicagem, em defesa de interesses que não sejam o bem comum da sociedade e por pessoas que representam instituições pilares da saúde pública no município.

A Secretaria de Saúde de Nazaré segue agindo de forma ética e transparente, confirmando seu compromisso de cuidar das pessoas e fazer o melhor para superar este grande desafio que é vencer a pandemia do CoronaVírus.

Secretaria Municipal de Saúde 
Prefeitura de Nazaré
Governo Uma Nova História de Trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário