domingo, 7 de fevereiro de 2021

Escola de Campinas suspende aulas após surto de covid; MP pede explicação

Phuttharak/Shutterstock
Imagem: Phuttharak/Shutterstock

 

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) pediu explicações a dois colégios de Campinas (SP) após ambos suspenderem as aulas presenciais devido a casos de covid-19 entre alunos e funcionários.

De acordo com o pedido do promotor Rodrigo Augusto de Oliveira, o Instituto Educacional Jaime Kratz, o Colégio Farroupilha e a Diretoria de Ensino devem informar em até 10 dias detalhes sobre as transmissões e os protocolos de segurança sanitária adotados pelas escolas para prevenção à disseminação do coronavírus.

 O promotor solicitou ainda que a Vigilância Sanitária faça uma vistoria nas duas escolas, com envio do respectivo relatório ao MP.

Em nota, o Instituto Educacional Jaime Kratz informou que suspendeu as aulas presenciais na última segunda-feira "após confirmação de que um grupo de professores foi infectado com a covid-19. Há um aluno positivado e seis com sintomas da doença". Segundo a EPTV, afiliada da TV Globo em Campinas, foram pelo menos 34 casos entre os funcionários da escola.

A medida vale até o dia 18 de fevereiro. Durante esse período, as aulas serão remotas. "Os pais dos alunos já foram orientados e a escola passará por desinfecção. Todas as medidas de segurança sanitária foram e continuam sendo adotadas pela escola com o intuito de preservar a saúde de alunos e colaboradores", diz a nota.

A escola tem 1,3 mil alunos, e o início das aulas ocorreu no último dia 25 de janeiro por meio de rodízio. Em cada dia, havia 35% dos alunos presentes na escola.

Ontem, foi a vez de o Colégio Farroupilha suspender as aulas presenciais até o dia 14 de fevereiro após uma professora e sua filha, ambas da Educação Infantil, testarem positivo para covid-19.

"Todos os protocolos de segurança e higiene foram e continuam sendo adotados, rigorosamente, pelo colégio. A Diretoria de Ensino (SIMED) e a Vigilância Sanitária de Campinas foram informadas e estamos à disposição das Instituições para continuar contribuindo diante deste momento crítico que nosso país e o mundo enfrentam", disse a a escola em nota enviada ao UOL.



Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário