quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

SAJ: Cidade sofre com a crise, lojas vazias, muitas casas com placa de aluguel, demonstra a decadência da capital do Recôncavo



No último sábado (06) às 10h da manhã, horário que antigamente a cidade estava lotada, registramos a decadência que vive a cidade de Santo Antônio de Jesus, lojas às moscas, comércio com movimento fraco, registramos até supermercado no centro vazio; Um retrato que mostra uma Santo Antônio de Jesus, bem diferente de 2009/2010, quando a cidade só apresentava crescimento significativo, com chegada de diversos investidores. Andando pelos bairros é possível encontrar inúmeros imóveis vazios com placa de aluga-se, muitos comerciantes fechando as portas e indo embora por conta da absurda especulação imobiliária que teima em manter altos preços em aluguéis comerciais e residenciais. Se não há vaga para estacionar , muitos pensam que o comércio está bombando, porém a maioria dos veículos que tomam as ruas são dos próprios comerciários. Com alto índice de desemprego e violência, a cidade vive dias difíceis principalmente com o país enfrentando uma pandemia e com uma inflação surreal. O comércio se tornou um dos mais caros do Recôncavo, justamente por conta da especulação imobiliária , com valores abusivos de imóveis os comerciantes repassam para seus produtos e serviços tentando manter de pé o seu empreendimento. Um exemplo do absurso é que nossa equipe encontrou pontos comerciais em Itapuã na Capital baiana de 300 à 600 reais, enquanto na rua dos Correios em SAJ um minúsculo ponto custa em média 2 à 3 mil reais o aluguel mensal.


PIRÔPO NEWS








Nenhum comentário:

Postar um comentário