sábado, 20 de março de 2021

Governadores do Nordeste reagem à ação de Bolsonaro contra medidas restritivas

 

Presidente propôs ação judicial contra restrições decretadas por 3 governadores, inclusive Rui Costa

[Governadores do Nordeste reagem à ação de Bolsonaro contra medidas restritivas]
Foto : Carolina Antunes/PR 

O Consórcio dos Governadores do Nordeste divulgou hoje (19) uma nota pública criticando o pedido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para a suspensão das medidas restritivas adotadas na Bahia, no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal em combate à disseminação do coronavírus. O governador baiano, Rui Costa, também assinou a nota. 

“Com muita surpresa, recebemos a notícia de que o presidente da República propôs ação judicial contra medidas preventivas decretadas por 3 governadores, entre os quais o da Bahia”, diz o texto. “Mais uma vez convidamos o presidente da República a somar forças na luta contra o coronavírus, que tem trazido tantas mortes e sofrimentos. E reiteramos que só existe uma forma de proteger a economia e os empregos: enfrentar e vencer a pandemia”, acrescenta o texto”, completam. 

Todos os nove governadores nordestinos que assinam a nota reforçam ainda que as medidas visam evitar colapso do sistema hospitalar e foram editadas com amparo no artigo 23 da Constituição Federal, conforme jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF).

Além de Rui Costa e do presidente do Consórcio dos Governadores, Wellington Dias (Piauí), assinam a nota Renan Calheiros Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), Flávio Dino (Maranhão), João Azevedo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) e Belivaldo Chagas (Sergipe).

Nenhum comentário:

Postar um comentário