OLIMPÍADAS


segunda-feira, 1 de março de 2021

Idosos casados há 63 anos morrem de Covid-19 no mesmo dia no interior do Rio Grande do Norte

oão Cipriano de Araújo, de 95 anos, e Joana Elisia de Araújo, 86 anos, eram casados há 63 anos — Foto: Arquivo da família
Foto: Arquivo da família

 Um casal de idosos morreu de Covid-19 no mesmo dia em São João do Sabugi, na região Seridó do RN. João Cipriano de Araújo, de 95 anos, e Joana Elisia de Araújo, 86 anos, eram casados há 63 anos. Eles morreram em casa, no domingo (28), em um intervalo de aproximadamente sete horas.

Segundo a neta do casal, Jorgânia Medeiros, de 27 anos, os idosos tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no dia 11 de fevereiro. Oito dias depois os dois começaram a sentir sintomas da doença. No dia 24 o casal fez exames e testou positivo para o coronavírus.

Ainda de acordo com a neta os idosos não chegaram a ser internados e morreram em casa: Dona Joana, às 4h, e Seu João Cipriano, às 11h30. "A família está muito abalada, mas sabendo que eles foram para o repouso eterno. Só nos resta saudades", relatou, emocionada. Os corpos foram enterrados no domingo - sem velório.

O casal havia tomado apenas a primeira dose da vacina. Para a vacinação atingir a eficácia máxima, é preciso que a pessoa tome as duas doses e respeite a 'janela imunológica', que é o período que o organismo leva para produzir os anticorpos do imunizante.

O imunizante tomado pelo casal foi CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e que é fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan. Essa vacina tem eficácia geral de 50,38%, o que significa que o risco de pegar Covid-19 foi reduzido em 50%.






G1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário