OLIMPÍADAS


sábado, 3 de abril de 2021

Para frear Covid, interior de SP multa até encontro de quatro pessoas

[Para frear Covid, interior de SP multa até encontro de quatro pessoas]
Foto : Divulgação/Prefeitura de Araraquara

 Cidades do interior de São Paulo seguem registrando mortes de pacientes com Covid-19 à espera de vaga durante o agavamento da pandemia. Para conter o avanço do coronavírus, pequenos e médios municípios paulistas têm anunciado lockdown, criado barreiras sanitárias e até mesmo utilizado drones para flagrar aglomerações, implantado multas a quem for flagrado em grupos de quatro pessoas.

Piracicaba, Charqueada e Araraquara adotaram barreiras sanitárias para controlar a entrada de veículos e pedestres na cidade, em fiscalização conjunta da Guarda Civil Municipal e da Vigilância Sanitária. Em muitas delas, é preciso que os ocupantes do veículo apresentem um teste negativo da Covid-19 feito em no máximo 48 horas antes de chegar à fiscalização. Se não tiverem o teste, mas alegarem que a entrada é essencial, poderão fazer na hora. 

No município de Barretos, encontros de mais de três pessoas nas ruas poderá render multa de R$ 500 para cada um, enquanto outras cidades usarão drones para coibir aglomerações e estão criando hospitais de campanha. Muitas das cidades do interior não têm sequer leitos de enfermaria. 

Em São Joaquim da Barra, uma das cidades líderes em isolamento social no interior, começou a funcionar no último dia 20 o hospital de campanha, instalado no centro de convivência do idoso. Com capacidade de 20 leitos, todos de enfermaria, o hospital foi visto como uma válvula de escape para aliviar a Santa Casa da cidade que, nesta quinta-feira (1º), tinha 32 pacientes internados, 13 internados em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva).

Com seus 10 leitos de UTI ocupados e 300% de ocupação em enfermarias, Taquarituba também adotou medidas restritivas, com ampliação da fiscalização, inclusive com o uso de drones para monitorar ranchos e chácaras com reuniões de grupos. Proprietários dos imóveis e as pessoas que os alugarem gerando aglomerações serão multados em R$ 3.940 para cada uma das partes envolvidas. Já a cidade de 23 mil moradores na região de Itapeva acumula até aqui 25 óbitos e 1.683 casos confirmados da Covid-19.


Metro1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário