sábado, 1 de maio de 2021

Movimento cresce e mais escolas particulares desistem da volta às aulas na segunda

 

Bernoulli e Módulo se juntaram a outros da capital baiana e informam que seguirão apenas com atividades remotas

Movimento cresce e mais escolas particulares desistem da volta às aulas na segunda

Apesar da determinação de retomada das aulas em Salvador para a próxima segunda-feira (3), cresce o movimento das escolas que decidiram adiar a volta presencial dos alunos. Nesta sexta-feira (30), os colégios Bernoulli e Módulo se juntaram a outros da capital baiana e informaram que vão seguir apenas com atividades remotas.  

Em carta aos pais, a diretoria atribuiu a decisão ao "cenário indefinido" do retorno às aulas em Salvador. "Nós nos preparamos para iniciarmos essas atividades na próxima semana, como apresentado a vocês, nas reuniões dessa semana, mas o cenário mostrou-se ainda indefinido", escrevem. 

Já o Centro Educacional Nossa Senhora do Resgate, na área de São Lázaro, na Federação, comunicou que dará continuidade ao ensino remoto e destacou o resultado da assembleia dos professores da rede particular de ensino, realizada pelo Sinpro, na qual 98% dos professores decidiram que só voltariam às aulas presenciais com vacinação de 100% da categoria. 

Outras escolas privadas, como os colégios Adventista de Salvador e Nossa Senhora da Soledade, além do colégio Sacramentinas aderiram à paralisação dos professores e começaram a voltar atrás na decisão de retomar atividades presenciais no dia 3.

Os professores do colégio particular Cândido Portinari, um dos maiores da capital baiana, também enviaram uma carta à direção da escola na qual comunicam que não vão retornar às atividades presenciais. O adiamento, no entanto, ainda não foi confirmado. 

metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário