domingo, 20 de junho de 2021

CPI da Covid: grupo lamenta marca de 500 mil mortes e diz que responsáveis "pagarão por erros"

CPI da Covid: grupo lamenta marca de 500 mil mortes e diz que responsáveis "pagarão por erros"
Foto: Senado Federal

 

Sete titulares e dois suplentes da CPI da Covid no Senado divulgaram uma nota conjunta neste sábado (19) em que lamentam a marca de meio milhão de mortes pela doença no Brasil e afirmam que os responsáveis "pagarão" por "erros, omissões, desprezos e deboches" no enfrentamento à crise sanitária.

Os parlamentares classificam a data como "dolorosamente trágica" e afirmam que vidas poderiam ter sido poupadas com "bom-senso, escolhas acertadas e respeito à ciência". Para o grupo majoritário da CPI, há "culpados" que serão "punidos exemplarmente", no que depender da comissão.

O documento é assinado pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), pelo vice-presidente, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e pelo relator do colegiado, Renan Calheiros (MDB-AL). Também subscrevem a nota os titulares: Tasso Jereissati (PSDB-CE), Otto Alencar (PSD-BA), Eduardo Braga (MDB-AM) e Humberto Costa (PT-PE); os suplentes: Rogério Carvalho (PT-SE) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE); e a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA).




Metro1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário