OLIMPÍADAS


quinta-feira, 24 de junho de 2021

Mais cinco mulheres denunciam pastor preso por abuso sexual em Belo Horizonte


Outras quatro vítimas já tinham denunciado o líder religioso Alexander Ribeiro, da Igreja Portas Abertas, na Região Centro-Sul da capital. E ainda mais cinco vítimas entraram em contato com a polícia e devem fazer o registro nos próximos dias.

Mais cinco mulheres denunciaram o pastor Alexander Ribeiro, preso por abuso sexual em Belo Horizonte. Ele atua na Igreja Portas Abertas, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ele usava a fé das vítimas para praticar os crimes. A afirmação é da Polícia Civil.

O líder religioso, que tem quase 500 mil seguidores nas redes sociais, foi preso no início de junho de 2021.

Quatro mulheres já tinham registrado boletim de ocorrência contra ele na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher. Outras cinco vítimas entraram em contato com a polícia e devem fazer o registro nos próximos dias.

As ações aconteceram em momentos de fragilidade das vítimas, que enfrentavam problemas familiares e de saúde.



“Ele levava as mulheres para uma sala reservada e, lá, fazia orações tocando o corpo delas e praticando atos libidinosos. Encostava suas partes íntimas nas das mulheres. Em um dos casos, ele foi chamado para rezar para a familiar de uma das vítimas e disse que daria o ‘sopro da vida’. Em seguida, ele tocava os lábios nos lábios da vítima”, disse a delegada Cristiana Angelini.
A primeira denúncia aconteceu em 2018. A vítima, ao sair do culto, foi levada à sala reservada. Em seguida, ela contou para uma amiga sobre o que tinha acontecido e foi alertada que outras tinham passado por isso. Mais tarde, ela resolveu denunciar.

O pastor Alexander Ribeiro é casado e tem filhos.

A Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher funciona 24 horas por dia, na Avenida Barbacena nº288, Barro Preto.

A imprensa tentou contato com a igreja, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário