OLIMPÍADAS


terça-feira, 10 de agosto de 2021

Com vacinação na faixa dos 30 anos, Conquista aponta defasagem na distribuição de doses




Terceira maior cidade da Bahia, Vitória da Conquista não tem acompanhado a faixa etária de vacinação no mesmo ritmo que Salvador e Feira de Santana, primeira e segunda maiores cidades em termos populacionais. Enquanto as duas últimas têm imunizado contra a Covid-19 jovens entre 26 e 27 anos, Conquista imunizou, na última sexta-feira (6), os conquistenses com idade a partir dos 36 anos.

 

De acordo com a prefeita, Ana Sheila Lemos (DEM), há uma defasagem na distribuição feita pelo governo federal. "Eu fui ao Ministério da Saúde, procurei o diretor da área de imunização. Conversei, mas ele me disse que estava passando da forma que foi repassado a eles", afirmou, em entrevista a IMPRENSA SOTEROPOLITANA, nesta segunda-feira (9). 

 

O encontro em questão ocorreu em maio, segundo a gestora. Mas até então nada havia mudado.

 

A queixa sobre a defasagem na distribuição das doses não é exclusiva de Conquista. Em Salvador, por exemplo, o secretário municipal de Saúde, Leo Prates, encampa a bandeira da revisão nos critérios. Quase um mês atrás, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, até anunciou que colocaria o tema em discussão e, finalmente, uma decisão foi tomada .

 

Em nota enviada ao BN, o Ministério da Saúde informou que a metodologia utilizada para a distribuição foi atualizada. "A partir de agora, as doses serão enviadas levando em consideração a população que ainda não foi vacinada em cada Unidade Federativa, por faixa etária decrescente até 18 anos", diz o texto. A pasta ressalta ainda que a decisão foi tomada de forma tripartite entre a União, estados e municípios.

 

SITUAÇÃO DA PANDEMIA

Enquanto a vacinação parece andar em ritmo mais lento, os índices da pandemia geram mais preocupação. O município de Vitória da Conquista é atualmente o segundo com o maior índice de casos ativos na Bahia. São 140 casos, de acordo com levantamento da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), atrás apenas de Itabuna, que contabiliza 183 pessoas diagnosticadas com o vírus nesta segunda.

 

A prefeita atribui isso ao fato de Conquista ser considerada uma "cidade-polo", com grande entrada de habitantes de municípios vizinhos. Diante desse cenário, no último dia 2 o decreto municipal com ações de combate à pandemia foi prorrogado, o que prevê horário limite para o funcionamento de bares e restaurantes, restrições para a realização de shows e festas e outras medidas.


por Ailma Teixeira


Nenhum comentário:

Postar um comentário