OLIMPÍADAS


quinta-feira, 19 de agosto de 2021

Leão quer bater a primeira estaca da Ponte Salvador-Itaparica em 15 de novembro



Com objetivo de analisar os projetos que estão em andamento no Estado, o Rotary Club da Bahia promoveu ontem (18) um encontro presencial, no Restaurante Casa do Comércio, em Salvador, tendo como palestrante o vice-governador João Leão (PP). O evento contou com as presenças do presidente Tribuna, Walter Pinheiro, da Fecomércio, Carlos Andrade, a ex-secretária de Educação, Anaci Paim, o titular da SEMIT, Samuel Araújo, o deputado estadual Jurandir Oliveira, o presidente da Bahia Pesca, Marcelo Oliveira, associados do Rotary, além de diretores e associados do R.C.Bahia. 

Dentre os temas discutidos, Leão apresentou as grandes obras e projetos estruturantes para o desenvolvimento do Estado, como Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), mineração, polo agroindustrial e bioenergético do Meio São Francisco e Ponte Salvador-Itaparica que terá 12,4 km de extensão, investimento de R$ 5,4 bilhões e estima-se a geração de 7 mil empregos durante a construção. 

“A ponte Salvador – Itaparica ainda não foi iniciada por conta da pandemia. Não podemos deixar 7 mil pessoas trabalhando num canteiro de obras sem as seguranças sanitárias desejadas. Isso seria uma concentração muito grande de trabalhadores e o nosso governo tem muita responsabilidade em não aglomerar nesse momento. Em função da Covid-19, a Bahia caiu nos índices de contaminação, porém temos que ficar atentos a esse comportamento devido a nova cepa, mas a previsão do início das obras está para 15 de novembro, quando pretendemos bater a primeira estaca.” 

Ainda sobre a questão de infraestrutura, Leão falou sobre a FIOL- Ferrovia de Integração Oeste/Leste (trecho entre Ilhéus/BA e Caetité/BA). “Por ali vamos escoar o minério do sul do estado (Caetité e Tanhaçu) e de grãos do oeste baiano, indo ao objetivo de integrar as malhas ferroviárias e melhorar as condições logísticas do país. O investimento atual previsto para as obras dos trechos 1 e 2 da FIOL é de R$ 6,4 bilhões, representando 70 mil pessoas trabalhando em função dos projetos de mineração e quando chegar à cidade de Barreiras esse número cresce para 100 mil pessoas.” 

Para Walter Pinheiro, “rotariano, baiano e amigo do vice-governador João Leão, fico feliz com a iniciativa do Rotary em aqui trazê-lo, para falar de bons projetos para o nosso estado. Leão é um cidadão que eu tenho um prazer de conhecer a algumas décadas e sei dos grandes serviços por ele prestados na Bahia. Um bom pernambucano, mas que veio para projetar o município de Lauro de Freitas, cidades do oeste baiano como Barreiras, Barra e Luís Eduardo Magalhães. Agora temos a Ponte Salvador – Itaparica, que nunca se poderá dizer que não foi João Leão quem a colocou isso pra frente”. 

Já o presidente do Rotary Club da Bahia, Marcos Euzébio, aproveitou para detalhar os projetos desenvolvidos no estado pelo clube e o objetivo da entidade diante dessas ações. “O Rotary Club é uma instituição que não tem fins lucrativos, está presente em mais de 120 países e possui 1,2 mil de associados em todo o mundo, sendo o R.C. Bahia um dos grandes clubes do Brasil. Por isso, convidamos o vice-governador João Leão para aqui falar sobre “A Bahia do Amanhã”, detalhando as medidas que irão mudar o cenário econômico e social do estado.” 




Tribuna da Bahia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário