OLIMPÍADAS


domingo, 1 de agosto de 2021

Pastor evangélico é preso acusado de submeter crianças a trabalho escravo

 


As vítimas do esquema relatam uma rotina de humilhações e ameaças

Um pastor evangélico foi preso, na última semana, na região de Maringá, no Paraná, suspeito de integrar uma quadrilha que submetia crianças e adolescentes a trabalho análogo à escravidão. Investigações apontam que o autointitulado apóstolo Gerdal Costa da Silva, da Igreja das Nações da Poderosa Mão de Deus, ainda ameaçava os pais das crianças com uma arma para que eles não tentassem tirar os filhos do esquema. As informações são do SBT.

O caso veio à tona após a Polícia Civil descobrir um esquema de vendas de pizza nas igrejas da cidade, que envolvia crianças e adolescentes. Os jovens eram aliciados pelos pastores envolvidos e obrigados a vender os alimentos. Questionados, os adolescentes precisavam dizer que o dinheiro das vendas era direcionado para “crianças com câncer”.

Conforme relatos de uma adolescente à polícia, ela havia se sensibilizado com a história e se ofereceu como voluntária. No entanto, a jovem conta que passou a ser humilhada e forçada a carregar grandes quantidades de pizza. “Eu só conseguia carregar cinco pizzas, eles me fizeram carregar dez”, revelou a moça, acrescentando que os acusados diziam que ela era “fraca” e a humilhavam com trechos da bíblia para fazê-la se “sentir incapaz”.

Um bastão de beisebol chegou a ser apreendido. O objeto é alvo de questionamentos sobre possíveis agressões cometidas pelos suspeitos. As investigações apontam ainda que as ameaças eram constantes, inclusive contra os pais. O pastor é suspeito de usar uma arma para intimidar os parentes que tentavam tirar os jovens do esquema. A situação de um rapaz com deficiência intelectual que supostamente morava no subsolo da igreja também é investigada.

Além do autointitulado apóstolo Gerdal, foram presos sua esposa, a autointitulada  “bispa” Seuma Costa e o filho do casal, o também pastor Gerdal Costa Júnior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário