OLIMPÍADAS


terça-feira, 5 de outubro de 2021

Atleta que agrediu juiz na 2ª divisão do Gaúcho será autuado por tentativa de homicídio

 

Atleta que agrediu juiz na 2ª divisão do Gaúcho será autuado por tentativa de homicídio
Foto: Reprodução / FGF TV


Detido pela Polícia Militar, o meia William Ribeiro, São Paulo-RS, será autuado por tentativa de homicídio após agredir o árbitro Rodrigo Crivellaro, durante a partida pela Série A2 do Campeonato Gaúcho. A informação foi divulgada pelo site Uol Esporte em contato com o delegado da Polícia Civil de Venâncio Aires, no Rio Grande do Sul, Vinicius Lourenço de Assunção. O jogador acertou um soco e um chute na vítima, que caiu no campo desacordada e foi levada às pressas para o hospital.

 

"Eu decidi pela autuação em flagrante deste rapaz, pela tentativa de homicídio, uma vez que, na minha percepção, ele assume o risco de um resultado letal. Quando você assume o risco de matar alguém, chuta a cabeça de alguém que estava praticamente desfalecida. Por essa razão, ele vai ser autuado pelo artigo 121 - por um motivo fútil", afirmou.

 

Segundo o delegado, William Ribeiro foi apresentado em flagrante pela PM e seguirá detido no presídio local. O jogador está à disposição da Justiça e a autuação não cabe fiança. Se for condenado, ele poderá pegar até 20 anos de prisão. O árbitro Rodrigo Crivellaro foi levado para o Hospital São Sebastião Mártir. Consciente, ele recebeu atendimento e foi submetido a exames.

 

"Primeiro, ele teria recebido um soco no rosto, depois um chute na cabeça, que atingiu a nuca dele e ele ficou inconsciente por vários minutos em campo. Ele foi removido pela ambulância e encaminhado para o hospital. Eu conversei com a médica responsável, foi feita uma tomografia de crânio e um raio x, exames protocolares, já que chegou imobilizado", disse o delegado. "A situação dele é que se aguarda o resultado dos exames. Segundo a médica, ele apresenta um discurso muito confuso e o risco que correu foi seríssimo de lesões que poderiam ter sido fatal", completou.

 

Após as agressões, o jogo foi suspenso. O Guarani vencia o São Paulo-RS por 1 a 0. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) informou que o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RS) "irá averiguar os fatos e tratar das respectivas sanções".









Nenhum comentário:

Postar um comentário