OLIMPÍADAS


quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Bolsonaro pede para prestar depoimento presencial à Polícia Federal


Manifestação do presidente veio por meio da AGU; STF suspendeu julgamento sobre o formato do depoimento

Bolsonaro pede para prestar depoimento presencial à Polícia Federal

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu prestar depoimento à Polícia Federal presencialmente, na investigação a respeito da interferência dele na PF. O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), pediu nesta quarta-feira (6) a suspensão do julgamento sobre o formato do depoimento.

Relator do caso, Moraes informou aos colegas que, por meio da AGU (Advocacia-Geral da União), o chefe do Executivo manifestou interesse em prestar depoimento presencial.

Assinado pelo advogado-geral da União, Bruno Bianco, o pedido da AGU chegou à corte 15 minutos antes do início da sessão, segundo informações da Folha de São Paulo.

"O requerente [Bolsonaro] manifesta perante essa Suprema Corte o seu interesse em prestar depoimento em relação aos fatos objeto deste inquérito mediante comparecimento pessoal", afirmou Bianco. ​"Nesta oportunidade, requer lhe seja facultada a possibilidade de ser inquirido em local, dia e hora previamente ajustados."

Moraes avaliará se persiste a necessidade de dar continuidade ao julgamento diante da manifestação de Bolsonaro.

Nas últimas semanas, o tribunal tem evitado assuntos capazes de reaquecer a crise institucional entre os Poderes que chegou a seu ápice no 7 de Setembro e, na avaliação de integrantes da corte, não há razão para levar adiante o debate em torno do modelo de interrogatório

foto : Marcos Corrêa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário