OLIMPÍADAS


terça-feira, 26 de outubro de 2021

Memorando de entendimentos sela acordo de cooperação entre a Bahia e o Porto de Sines e Algarve





_Objetivo é ampliar a pauta de exportações da Bahia para Europa, via Portugal_


A assinatura de um memorando de entendimentos entre o Governo da Bahia, por meio da Secretaria do Planejamento (Seplan), e o Porto de Sines e Algarve, na região do Algarve, foi o último ato do vice-governador João Leão e titular da pasta em Portugal, nesta terça-feira (26), após missão internacional de nove dias e o cumprimento de agenda com 21 compromissos no território português. Durante visita ao porto, que é preparado para acolher todos os tipos de navios, na cidade de Sines, Leão afirmou que o objetivo do acordo é ampliar a pauta de exportações da Bahia para Europa e fortalecer vínculos comerciais, industriais e turísticos.


“No começo da viagem afirmei que nosso objetivo era mostrar o enorme potencial baiano para investidores portugueses e reforçar as nossas relações aqui em Portugal. Saímos daqui com o sentimento de missão cumprida e dois memorandos de entendimentos assinados. O primeiro, no início da viagem, com a Associação Empresarial de Santarém e hoje fechamos com chave de ouro ao firmar parceria com o maior porto artificial português, que servirá como ponte de novos negócios para a Bahia. Queremos melhorar cada vez mais as exportações baianas, exportando mais frutas, grãos, algodão, milho e deixando aqui uma porta aberta para este continente. Portugal tem 10 milhões de habitantes, a Europa tem mais 490 milhões e queremos explorar esse novo mercado”, declara Leão.


O memorando assinado lista cinco objetivos: a colaboração a longo prazo no campo da cooperação empresarial; O estabelecimento de parcerias em estudos e projetos de cooperação em áreas relevantes para o desenvolvimento da sua ação e estratégias; A contribuição para o fomento de atividades de cooperação entre os agentes de Portugal e da Bahia; A partilha de informação relevante para ambas as entidades, visando as oportunidades de negócio e de investimento e; por fim, a identificação e divulgação de empresas interessadas em participar em projetos de cooperação, de forma a dinamizar potenciais parcerias.


“Esperamos que a Bahia olhe para nós como uma porta de entrada na Europa, no norte da África e no Mediterrâneo. Temos condições excelentes e queremos nos aproximar dos produtores brasileiros de frutas e do agronegócios. Queremos que olhem para Sines como uma plataforma de criação de valor dos seus produtos e para que tenham uma maior penetração aqui. Assinamos um grande entendimento que naturalmente vai abrir portas. Estamos aqui para desenvolver tudo aquilo que possa contribuir para o crescimento do Porto de Sines e para fomentar e aquecer as exportações do estado da Bahia”, afirma o presidente do Conselho de Administração do Porto de Sines, José Luís Cacho.


Para o deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar do Setor Produtivo, Eduardo Salles, além de oferecer oportunidade para um grande potencial de abertura comercial na relação entre a Bahia e Portugal, o Porto de Sines poderá ainda facilitar a agroindustrialização de produtos provenientes do nosso estado: "Tornando os nossos insumos ainda mais competitivos, não só na Europa, mas também em outros continentes, como a África, por exemplo".


O restante da comitiva, composta pelos secretários da Agricultura, João Carlos Oliveira, de Turismo, Maurício Bacelar, e do Trabalho, Emprego e Renda, Davidson Magalhães, seguiu para visita à vinícola Quinta de São Sebastião, onde apresentaram oportunidades de negócios na Bahia.


Enviado ao PIRÔPO News por ascom/Seplan_


Nenhum comentário:

Postar um comentário