OLIMPÍADAS


sábado, 6 de novembro de 2021

De compositora à Rainha da Sofrência, relembre a história de Marília Mendonça ( VÍDEO )




 Cantora de 26 anos, que morreu em acidente aéreo, era uma das principais vozes feminina do sertanejo

Apesar de ter apenas 26 anos, a cantora Marília Mendonça, que morreu em um acidente aéreo nesta sexta-feira, se sagrou como a principal voz feminina do sertanejo universitário. Na verdade, ela se tornou o ícone do chamado feminejo, em 2016, quando emplacou sucessos como “Infiel” e “Eu sei de cor”. “Infiel” foi uma das músicas mais tocadas em 2016. Canções do gênero lhe renderam o título de “Rainha da Sofrência”.

Marília Dias Mendonça nasceu em Cristianópolis (GO) em 22 de julho de 1995. Antes de estourar no Brasil inteiro, ela iniciou sua carreira aos 12 anos como compositora. Mesmo com pouca idade, ela colecionava grandes sucessos como compositora, “É Com Ela Que Eu Estou” - na voz de Cristiano Araújo, “Até você voltar” e “Cuida Bem Dela” - sucesso de Henrique & Juliano.

Em 2015, Marília Mendonça (aos 20 anos de idade) gravou seu primeiro DVD. Quando lançou este trabalho, chamou atenção do Brasil. Deste DVD saíram sucessos que foram destaques nacional, como "Sentimento Louco" e  "Infiel".

Em 2016 (08 de outubro) Marília Mendonça lançou seu segundo DVD, intitulado de Realidade. No repertório, músicas inéditas sendo que uma delas virou hit, como "Eu Sei de Cor" e outra já conhecida pelo público como a "Infiel". A gravação aconteceu no dia 08 de outubro no Sambódromo em Manaus.

Marília Mendonça começou com uma média de 15 shows por mês, antes da pandemia fazia cerca de 25. Em números nas redes sociais, alcançou marcas como 3 bilhões de visualizações e mais de 22 milhões de inscritos no canal oficial do youtube. Além de músicas em novelas e coletâneas de sucesso, multidões acompanhando a cantora nos shows em que se apresenta, tanto nos dela individual, como nos eventos Festeja e Festa das Patroas.
Festa das Patroas é uma parceria com as cantoras Maiara e Maraísa, com as quais gravou os álbuns "Agora É que são elas". O primeiro foi lançado em 2016 e o segundo em 2018.

O projeto seguinte foi o "Todos os Cantos", quando a cantora excursionou pelo Brasil e gravou uma música em cada capital. Desse álbum saíram sucessos como: "Ciumeira", "Todo Mundo vai Sofrer", "Apaixonadinha", "Supera" e "Graveto".

No final de 2019, Marília fez uma pausa na carreira no sétimo mês da gravidez do filho Léo, fruto do relacionamento com o sertanejo Murilo Huff. Nos últimos anos, ela estava tocando o projeto "Patroas", com a dupla Maiara e Maraisa. Elas lançaram um álbum homônimo em 2020 e o "Patroas 35%", em setembro deste ano. A turnê foi anunciada em outubro e já tinha ingressos à venda.
Marília gravou com artistas, como Gal Costa, Henrique & Juliano, Leo Santana, Luísa Sonza, Tierry e o grupo de pagode Menos é Mais.

Confira alguns sucessos da cantora no vídeo abaixo:

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário