OLIMPÍADAS


quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Move Mulher estará em Itamaraju, nesta quinta, 20h, na APLB



Depois de passar por Teixeira de Freitas, Prado e Nova Viçosa, o Move Mulher Empreendedora chega a mais uma importante cidade do Extremos Sul. Nesta quinta-feira (11), às 20 horas, o movimento estará em Itamaraju, no auditório da APLB, Rua Carlos Gomes, s/ nº.

Sexta-feira, dia 12, Itabela (10h) e Guaratinga (14h) também recebem o movimento. Ao todo, já foram realizados cerca de 50 encontros, com a certificação de mais de 1.500 mulheres, além da diplomação de 44 coordenadoras regionais, representando os 27 territórios identidade da Bahia.


           


De acordo com Roberta Caires, coordenadora-geral do Move Mulher, o objetivo é “seguir pela Bahia traçando um diagnóstico do empreendedorismo feminino, em exercício de escuta ativa, de maneira participativa, para a construção do Plano Estratégico de Desenvolvimento Feminino, Inovação e Negócios para o Estado da Bahia”.

“Em nossa trajetória, identificamos que nossas mulheres não têm acesso a capacitação, tecnologia e crédito, questões fundamentais para alavancarem seus negócios”, avaliou Roberta. “Vamos mudar essa realidade na Bahia com políticas públicas. Nosso desafio é formar redes entre elas, gerar negócios, troca de informações e oportunidades”, complementou.  

A ideia é oferecer a cada região a solução adequada à sua realidade, perspectivas e expectativas, despertando mulheres para o empreendedorismo e amparando-as para acelerar a economia de nosso estado. Isso fará o dinheiro circular mais, gerando emprego e renda.

Entenda o Move Mulher Empreendedora - O Move Mulher estimula o empreendedorismo feminino por vocação, com técnica e conhecimento sobre sua atividade. Não importa o tamanho do negócio, as empreendedoras estão sendo ouvidas para mapeamento das necessidades e do potencial do empreendedorismo feminino baiano. De acordo com o Sebrae, a Bahia representa 6% do total de empreendedoras do país, quase 500 mil empreendedoras, 57% delas são chefes de domicílio e 82% ganham até um salário mínimo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário