Últimas Notícias

Mesmo com o massacre de Popó, Whindersson tem motivos para sorrir

 



De todos os memes que inundaram a internet, após o massacre de Acelino Popó sobre o youtuber Whindersson Nunes, a mensagem no perfil @Ibismania sintetiza o que foi a luta-espetáculo, na noite deste sábado: “Apanhou e saiu feliz. Fiquei orgulhoso. Parabéns”, disse o pior time do mundo.

Quem ficou acordado até a madrugada desta segunda-feira (31/1) viu de tudo um pouco no Fight Music Show, no Balneário Camboriú-SC. Teve a abertura de Wesley Safadão, um público animado repleto de subcelebridades e uma plateia de muitas estrelas, ainda que distantes.

Neymar postou foto enquanto aguardava o início do combate, assim como os craques Daniel Alves e Thiago Silva, direto da concentração da Seleção. O surfista Ítalo Ferreira também mostrou nas redes que estava no aguardo do evento.

A mãe de Whindersson parece que estava adivinhando e implorou para que Popó não machucasse muito o seu filho. Mas foi uma surra e tanto. Só que os juizes consideraram que a luta terminou empatada e todos saíram felizes. O resultado de audiência, de cliques e de repercussão foi um sucesso incontestável.

Apesar do “atropelamento” que sofreu no ringue, Whindersson tem motivos para sorrir. Primeiro por ter conseguido ficar de pé durante os oito rounds. Além disso, a premiação do combate rendeu R$ 12 milhões aos dois lutadores.

Já a organização do evento revelou que foram vendidas 200 mil cotas de pay per view, resultando em um lucro próximo de R$ 13 milhões. Ou seja, Popó ganhou, numa noite, mais do que em todo o seu único mandato de deputado federal. Ele assumiu como suplente na Legislatura 2011-2015.

Esse modelo de entretenimento vem dos Estados Unidos, com os irmãos (também youtubers) Jake e Logan Paul. Jake, que se saiu melhor nos embates que realizou até o momento, tem cinco vitórias em cinco combates, incluindo nocautes sobre as ex-estrelas do UFC Ben Askren e Tyron Woodley.

Segundo a revista Forbes, Jake Paul, de apenas 24 anos, recebeu no ano passado US$ 40 milhões (cerca de R$ 220 milhões) apenas em sua carreira no boxe. Entre faturamentos vindos dos seus vídeos no YouTube, patrocínios, entre outros negócios, o americano faturou mais US$ 5 millhões (aproximadamente R$ 27 milhões).

Ao final de tudo, podemos concluir que esse tipo de espetáculo, embora ofereça riscos à saúde dos contendores, virou uma tendência e só deve crescer. Tanto que Popó já está fazendo novos desafios: “Lá nos EUA tem muito youtuber desafiando lutadores de boxe, tem muita gente do MMA , ex-lutadores do UFC, e porque aqui não acontece? Um dos melhores da minha categoria chama-se José Aldo. Vem aqui para o meu ringue!”, provocou o lutador.

Enquanto isso, Whindersson, empolgado por “sair vivo” do ringue, lançou um desafio para youtuber americano Logan Paul.

Vai que cola.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem



header ads