Últimas Notícias

Biden anuncia 'maior sanção da história' contra russos, mas descarta envio de tropas à Ucrânia

 

Biden anuncia 'maior sanção da história' contra russos, mas descarta envio de tropas à Ucrânia
Foto: Reprodução / CNN Brasil


O presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, afirmou, nesta quinta-feira (24), que vai impor à Rússia “a maior sanção econômica já vista na história”, mas descartou a possibilidade de enviar tropas americanas para lutar na Ucrânia. Segundo ele, todos os países do G7 estão alinhados contra a ação militar dos russos.

“Acabo de falar com os líderes do G7 e estão todos alinhados. A Rússia não poderá negociar nem em dólar nem em euro nem em iene. Vamos impactar sua capacidade de fazer parte da economia. É a maior sanção econômica já vista na história”, prometeu Biden.

De acordo com o presidente americano, todos os bancos da Rússia sofrerão sanções e todos os ativos russos nos Estados Unidos serão congelados.

“Todos os que tiverem algo a ganhar com essa guerra irão sofrer. Essas sanções contra os bilionários russos começam nos próximos dias. Eles não vão obter dinheiro de americanos ou empresas americanas”, disse o presidente dos EUA.

Biden disse acreditar que as medidas econômicas tomadas pelos Estados Unidos e seus aliados têm a capacidade de atingir a Rússia e freá-la em seus anseios militares na Ucrânia. Entretanto, o presidente garantiu que não enviará tropas americanas para a guerra.

“Amanhã, a OTAN [Organização do Tratado do Atlântico Norte] terá uma reunião de cúpula com todos os líderes, para confirmar a nossa solidariedade com a Ucrânia. Queremos proteger os nossos aliados da região. Os EUA vão defender os aliados com todas as suas forças. O ataque a um de nós é um ataque a todos nós”, defendeu.

A Ucrânia, entretanto, não é integrante da OTAN, aliança militar ocidental que a Rússia considera uma ameaça. Por esse motivo, os Estados Unidos afirmam que não devem interferir militarmente.

Para Biden, a Rússia vinha planejando o ataque à Ucrânia há muito tempo, com envio de soldados para a fronteira e construção de um hospital militar. Segundo ele, tudo se trata da ambição do presidente russo Vladimir Putin.

“Ele quer restabelecer a União Soviética. É sobre isso que se trata a guerra”, definiu.



Bahia Notícias

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads