Últimas Notícias

Série D: Clubes do interior baiano aprovam nova premiação, mas não a consideram ideal


Série D: Clubes do interior baiano aprovam nova premiação, mas não a consideram ideal

O aumento na premiação da Série D do Campeonato Brasileiro  foi visto com bons olhos pelos clubes do interior baiano que estão classificados para a competição em 2022 - Atlético de Alagoinhas, Bahia de Feira, Jacuipense e Juazeirense. No entanto, alguns consideram que os valores ainda estão longe do ideal. 

 

Na última quarta-feira (16), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que, pela primeira vez, os participantes da Quarta Divisão receberiam uma cota de R$ 120 mil. Além disso, a entidade aumentou a premiação dos primeiros colocados: o campeão receberá R$ 320 mil e um carro, o vice R$ 250 mil, o terceiro R$ 150 mil e o quarto outros R$ 100 mil. Em 2021, a premiação foi de R$ 200 mil para o primeiro colocado e R$ 100 mil para o segundo. 

 

O aumento total do orçamento do certame foi de R$ 8,5 milhões, totalizando um investimento de R$ 60 milhões. O montante, de acordo com a CBF, custeia transporte, hospedagem, alimentação, arbitragem, exames antidoping e outros gastos para realização dos jogos. Serão 25 passagens aéreas para os jogos fora do estado. 

 

Contudo, o Bahia de Feira, por exemplo, ainda avalia se participará da Série D de 2022 . O PIRÔPO NEWS apurou que diretoria e comissão técnica ainda vão se reunir para definir a inscrição ou não. Segundo uma fonte ligada à diretoria, o clube feirense tem até o dia 3 de março para comunicar a decisão à CBF.

 

O motivo para isso é o fato de o Tremendão ter sido sorteado em um grupo ao lado de clubes de Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. Até o momento, o Bahia de Feira está no grupo A6, com Caldense-MG, Ferroviária-SP, Inter de Limeira-SP, Nova Venecia-ES, Pouso Alegre-MG, Real Noroeste-ES e URT-MG.

 

A diretoria entende o valor de R$ 120 mil estabelecido pela CBF como um "avanço", mas avalia que o investimento para tentar um acesso à Série C, por exemplo, beira a casa do milhão. 

 

A opinião é parecida com a do presidente da Juazeirense, Roberto Carlos. "Não é assim o que vai resolver o problema, que vai bancar, mas é uma ajuda significativa. No futebol, qualquer ajuda significa muito", afirmou, em entrevista.

 

O Cancão de Fogo atualmente disputa apenas o Campeonato Baiano, mas terá ainda a Copa do Brasil e a Série D no calendário de 2022. No estadual, o clube ocupa a vice-lanterna, com apenas três pontos conquistados em cinco partidas. Caso não consiga acesso para a semifinal, não terá vaga garantida na Quarta Divisão do ano que vem. Portanto, entrará no Brasileirão para tentar o acesso à Série C. 

 

A prioridade, todavia, é a Copa do Brasil. "Nosso objetivo é pelo menos chegar até a terceira fase, ou repetir o que fizemos no ano passado", destacou Roberto Carlos. Em 2021, a Juazeirense tornou-se a primeira equipe do interior baiano a classificar-se para as oitavas de final do mata-mata nacional, e embolsou a quantia de R$ 5,635 milhões.

 

O Atlético de Alagoinhas, por sua vez, ainda não está nem pensando na Série D. "Não estou vislumbrando a Série D. O meu foco hoje é a Copa do Brasil. Quarta temos o jogo contra o CSA. Temos que passar, nem que seja comendo grama. Nossa prioridade é o Baiano, e em segundo a Copa do Brasil", disse o mandatário do clube, Albino Leite. 

 

O Carcará entrará em campo neste sábado (19), contra o Ceará, às 16h, pela Copa do Nordeste, no estádio Antônio Carneiro, mas deve poupar jogadores (leia aqui). Isso porque a prioridade é o duelo contra o CSA citado por Albino, pela Copa do Brasil, que ocorre na próxima quarta-feira (23), em Alagoinhas. O jogo, válido pela primeira rodada, é único - quem vencer avança. 

 

Enquanto isso, o Jacuipense promete tentar retornar à Série C. O Leão Grená foi rebaixado para a D no ano passado, e vem investindo nesta temporada. Após cinco rodada, o clube lidera o Campeonato Baiano com 100% de aproveitamento. O presidente Gegê Magalhães avalia a nova premiação da Quarta Divisão como um incentivo a mais. 

 

"Era uma coisa que a gente lutava há muitos anos. Saber que tem um prêmio, uma ajuda financeira também para os clubes, independente da premiação, foi uma surpresa muito bacana, ficamos muito felizes. Tenho certeza que vai motivar ainda mais e teremos condições de motivar ainda mais nossos atletas em busca do prêmio. Lógico que o objetivo é o acesso à Série C", elogiou. 

 

A Série D começará entre os dias 17 e 18 de abril e terminará em 25 de setembro.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads