Últimas Notícias

Acusado de pedofilia em filme, Fábio Porchat rebate: 'Não é apologia, é ficção'


Acusado de pedofilia em filme, Fábio Porchat rebate: 'Não é apologia, é ficção'

O humorista Fábio Porchat rebateu as críticas nas redes sociais após ser acusado de fazer apologia a pedofilia no filme "Como se Tornar o Pior Aluno da Escola", de 2017, com roteiro Danilo Gentili. Apesar de ser uma obra lançada há cinco anos, o apresentador virou alvo de ataques por bolsonaristas nesta semana. 

"Vamos lá: como funciona um filme de ficção? Alguém escreve um roteiro e pessoas são contratadas para atuarem nesse filme. Geralmente, o filme tem o mocinho e o vilão. O vilão é um personagem mau. Que faz coisas horríveis. O vilão é um personagem mau. Que faz coisas horríveis. O vilão pode ser um nazista, um racista, um pedófilo, um agressor, pode matar e torturar pessoas", disse o ator, em posicionamento enviado ao jornalista Leo Dias, do Metrópoles. 

Em outro trecho, o comediante recorda outros crimes cometidos por vilões na ficção. "Marlon Brando interpretou o papel de um mafioso italiano que mandava assassinar pessoas. Renata Sorrah roubou uma criança da maternidade e empurrava pessoas da escada. A Regiane Alves maltratava idosos. Mas era tudo mentira, tá gente? Essas pessoas na vida real não são assim".

"Quando o vilão faz coisas horríveis no filme, isso não é apologia ou incentivo àquilo que ele pratica, isso é o mundo perverso daquele personagem sendo revelado. Às vezes é duro de assistir, verdade. Quanto mais bárbaro o ato, mamais repugnante. Agora, imagina se por conta disso não pudéssemos mais mostrar nas telas cenas fortes como tráfico de drogas e assassinatos?", questiona Porchat. 

Em meio a repercussão, o secretário especial de Cultura, Mário Frias se posicionou por meio do Twitter, e disse que o filme é uma "explícita apologia ao abuso sexual infantil" e que "afronta às famílias e às nossas crianças".

Já o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, disse que determinou "providências cabíveis para o caso" à pasta.

Após as acusações e pronunciamentos de autoridades parlamentares, Gentili se pronunciou em seu perfil no Twitter dizendo que se orgulha de desagradar na mesma intensidade petistas e bolsonaristas 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem



header ads