Últimas Notícias

'Apurar o quê? Os caras já morreram tudo, pô', diz Mourão sobre tortura na ditadura militar

Candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, Mourão tem uma postura de defender e minimizar o regime que torturou e matou no país.



Vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira (18) não haver o que apurar sobre tortura na ditadura militar (1964-1985) e ironizou: "Já morreram tudo, pô".

Candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, Mourão tem uma postura de defender e minimizar o regime que torturou e matou no país.
"Apurar o quê? Os caras já morreram tudo, pô", disse, seguido de risos. "Vai trazer os caras do túmulo de volta lá?".

O conteúdo das gravações, fruto do trabalho do professor de história do Brasil Carlos Fico, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), foi divulgado pela jornalista Míriam Leitão, do jornal O Globo, e confirmado pela Folha de S.Paulo.

"História, isso já passou, né? A mesma coisa que a gente voltar para a ditadura do Getúlio. São assuntos já escritos em livros, debatidos intensamente. Passado, faz parte da história do país", afirmou o vice-presidente. Ele disse, então, que "houve excesso de parte a parte".

No primeiro ano de governo, em entrevista ao jornal francês Le Monde, Mourão chegou a dizer que a ditadura matou "poucas pessoas".


Folhapress

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads