Últimas Notícias

Assassinos do Exército da Rússia seguem matando ucranianos, sejam soldados, crianças ou idosos e volta a atacar local que virou símbolo da resistência na Ucrânia




Tropas russas iniciaram nova ofensiva contra siderúrgica que abriga militares e civis em Mariupol, uma das cidades mais arrasadas pela guerra provocada por Putin.

Não é guerra é invasão da Rússia na Ucrânia, se fosse guerra a Ucrânia estaria destruindo a Rússia também, isso não está acontecendo. "A Ucrânia apenas está se defendendo, como qualquer família faria com um bandido que invade uma residência". Finalizou o jornalista Marcius Pirôpo do renomado site PIRÔPO NEWS BAHIA.

Rússia voltou a atacar a siderúrgica que virou símbolo de resistência em Mariupol, uma das cidades mais arrasadas pela guerra na Ucrânia.

Rússia concentrou os ataques a cidades portuárias estratégicas no sul da Ucrânia. Em Odessa, um prédio residencial foi atingido. Entre as vítimas estava um bebê de três meses.

Na cidade dizimada de Mariupol, o alvo foi o último bastião da resistência ucraniana: uma siderúrgica que abriga militares e milhares de civis.

Vídeo divulgado pelo Batalhão Azov, um grupo paramilitar de extrema direita que faz parte da guarda nacional da Ucrânia, mostra muitas crianças no bunker da usina.


“A gente quer ir para casa. A gente quer ver o sol”, diz uma menina que está com o grupo.

O ministério da Defesa da Rússia disse estar pronto para permitir que civis deixem a siderúrgica se as forças ucranianas se renderem.

O presidente Volodymyr Zelensky disse que finalmente o armamento estrangeiro está chegando nas mães dos soldados ucranianos e afirmou:


"Poderemos agora mostrar aos invasores que o momento em que serão forçados a se retirar está próximo”.


Volodymyr Zelensky pediu uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, para, segundo ele, por fim à guerra e depois anunciou que os secretários de Estado e Defesa americanos farão neste domingo (24) uma visita a Kiev para discutir mais auxílio militar. O Pentágono não confirmou. Mas Zelensky disse que discutirão o tipo de armamento de armamento que a Ucrânia precisa e o prazo de entrega, e que espera um momento seguro para a vista do presidente americano, Joe Biden.

Reedição PIRÔPO NEWS- informações: REDE GLOBO

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads