Últimas Notícias

Papa Francisco aparece em cadeira de rodas pela primeira vez


Papa Francisco aparece em cadeira de rodas pela primeira vez

Com dores no joelho devido a um ligamento rompido, o papa Francisco apareceu em público em uma cadeira de rodas pela primeira vez nesta quinta-feira (5).
 

Em uma audiência com um grupo de freiras no Vaticano, Francisco foi empurrado por um assessor, que depois o ajudou a sair da cadeira e a se sentar.
 

O pontífice de 85 anos, que sofre com uma osteoartrite que afetou um ligamento do joelho direito, precisou cancelar compromissos várias vezes no mês passado devido às dores no joelho direito.
 

Antes desta quinta, ele conseguia caminhar os cerca de 10 metros da entrada lateral do palco até seu assento no centro, embora com ajuda de assessores.
 

Durante o período da Páscoa no mês passado, Francisco deixou de presidir as missas na Basílica de São Pedro várias vezes, delegando a tarefa a um arcebispo ou cardeal enquanto ele permanecia sentado durante o serviço. Ele também lia a homilia sentado.
 

Na terça-feira, em entrevista ao jornal italiano Il Corriere della Sera, ele disse que iria passar por uma infiltração no joelho para aliviar as dores que sofre devido a um ligamento rompido.
 

A infiltração é um procedimento que consiste em injetar medicamentos com efeito anti-inflamatório, analgésico ou regenerativo diretamente na articulação.
 

Francisco, que em março iniciou seu décimo ano de pontificado, pediu desculpas nas últimas semanas aos fiéis que assistem às audiências por dar a bênção sentado, já que não consegue ficar em pé por muito tempo.
 

Na quarta-feira, durante a audiência geral na praça de São Pedro, o papa teve que ser ajudado a andar e se levantar.
 

Francisco também tem problemas crônicos no nervo ciático, que costumam causar fortes dores, e foi submetido a uma operação no cólon em julho de 2021.
 

A cirurgia —uma hemicolectomia esquerda, procedimento em que parte do cólon é removida— foi feita para tratar uma estenose diverticular, doença em que se formam "bolsas" na camada muscular do cólon, tornando-a mais estreita. Trata-se de um diagnóstico mais comum em idosos.
 

Francisco tem ainda cálculos biliares —condição na qual as substâncias que formam a bílis, líquido usado na digestão de alimentos, solidificam-se— e teve um problema cardíaco temporário em 2004, após o estreitamento de uma artéria. Problemas no fígado foram resolvidos ao longo dos últimos anos com uma mudança em sua dieta.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
PIROPO NEWS