Últimas Notícias

Mulher trans é acusada de matar amigo e assumir identidade para ficar com os bens



Uma mulher trans identificada como Maryana Elisa Rimes Paulo, 49 anos, foi presa, nesta segunda-feira (29), em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Ela é suspeita de ter matado o amigo e assumir a identidade dele para ficar com os bens.

A investigação aponta que a acusada passou mais de um ano usando a identidade do amigo Marcelo do Lago Limeira e movimentou cerca de um R$ 1 milhão do patrimônio dele.

Cantora e maquiadora, Maryana teria conhecido Marcelo em festas. O rapaz vivia sozinho e tinha começado o processo para fazer a transição de gênero, porque também queria ser reconhecido como mulher. Marcelo recebia ajuda financeira de uma tia e tinha alguns imóveis alugados em nome dele.

Em maio do ano passado fez a primeira cirurgia no rosto e, depois do procedimento, Marcelo foi visto entrando em casa pela última vez. Ele estava com o rosto coberto porque tinha feito uma plástica.

Em seguida, Maryana passou a morar na casa, como se estivesse cuidando dele. A polícia descobriu, entretanto, que Maryana matou o amigo dentro da casa com doses excessivas de remédios e colocou em prática o plano de assumir a identidade e os bens dele.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads