Últimas Notícias

Nos últimos 16 anos, o governo não esteve comprometido com a industrialização do interior”, diz ACM Neto



_Candidato a governador fez carreata e comício em Pau Brasil, onde foi recebido pela prefeita Babi de Prado, do PSD_


O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) afirmou no sábado (27), em Pau Brasil, que pretende liderar um novo ciclo de industrialização do interior da Bahia, a fim de recuperar os empregos nos menores municípios. Disse ainda que nos últimos 16 anos os governos petistas não estiveram comprometidos com o tema, e que por isso diversas empresas se mudaram para estados vizinhos.


“Quando a gente olha para o interior da Bahia, percebe que nos últimos 16 anos não houve investimentos para que o interior crescesse. Com isso, as empresas deixaram a Bahia e foram para outros estados. E com elas, os empregos também foram embora. Tudo isso sob olhar complacente do governo do estado”, discursou.


Neto destacou que o seu plano de governo traz propostas para reindustrializar a Bahia de forma regionalizada, ou seja, explorando o potencial de cada porção do estado. “No passado, nós vimos a Bahia ter um ciclo de desenvolvimento industrial no interior, e é isso que eu quero recuperar. Vamos levar fábricas para o interior, dar oportunidade de emprego para as pessoas vencerem na vida”, completou.


Em Pau Brasil, o candidato do União Brasil participou de uma carreata e depois de um comício, nos seu primeiros eventos públicos ao lado da prefeita Babi de Prado (PSD), que deixou a base governista em julho e declarou apoio ao candidato de oposição. A agenda também contou com Cacá Leão (PP), candidato ao Senado da coligação Pra Mudar a Bahia.


Em seu discurso, Babi de Prado pediu para que Neto ajudasse a criar empregos na microrregião de Pau Brasil, pois essa é a maior necessidade dos que nascem e crescem no município. “Prefeita, tendo ouvido o seu discurso, não posso deixar de destacar que, infelizmente, a Bahia está em primeiro lugar do Brasil em número de desempregados”, respondeu Neto.


“A prefeita pediu que, caso eu seja eleito, ajude a trazer uma indústria para Pau Brasil. E eu quero dizer que isso é possível. Mas, é preciso ter vontade política e é preciso ter um governador comprometido com a geração de empregos, coisa que a Bahia não teve nos últimos 16 anos”, completou o candidato.


*Mudar de verdade*


ACM Neto afirmou que o maior desafio do próximo governador será fazer a Bahia “mudar de verdade”. Ou seja, fazer com que a qualidade de vida do povo mude para além da realização de obras às vésperas da eleição e da realidade mostrada pela propaganda.


“A gente não vai mudar de verdade com um governador que chega aos municípios apenas faltando alguns dias para a eleição e traz obras eleitoreiras, com o objetivo de enganar as pessoas. A gente só vai mudar de verdade se tiver um governador que trabalhe em todos os quatro anos de mandato, um governador que encare os graves problemas do estado”, discursou.


Sobre isso, Neto lembrou que a Bahia é campeã nacional de violência desde 2012 e é último lugar no país no ranking de qualidade da educação. Além do desemprego, já citado, também destacou o drama vivido pelos baianos na longa espera na fila da regulação.


“Hoje existe um sistema que existe na saúde do estado que se chama QI, ou seja, ‘quem indica’. Se é amigo do governador, se é deputado ligado ao governador, então passa na frente da fila e consegue internamento. Mas, comigo vai ser diferente. Comigo, todos os baianos terão direitos iguais de acesso à rede de saúde”, disse.


*Agenda*


Nestr domingo, oito cidades receberão a comitiva da coligação Pra Mudar a Bahia, sempre em carreatas. São elas Apuarema, Itamari, Nova Ibiá, Piraí do Norte, Presidente Tancredo Neves, Teolândia, Wenceslau Guimarães e Gandu.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads