Últimas Notícias

Lula presta solidariedade a mulher humilhada por bolsonarista em vídeo viral


Lula presta solidariedade a mulher humilhada por bolsonarista em vídeo viral

O candidato à Presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prestou solidariedade a uma mulher que teve negada a continuidade da entrega de marmitas por um apoiador do atual presidente, Jair Bolsonaro (PL).
 

O vídeo foi publicado neste sábado (10) nas redes sociais dos Jornalistas Livres e viralizou desde então.
 

"Ela é Lula. A partir de hoje não tem mais marmita", afirma ele após ouvir que a senhora tem preferência pelo petista. "A senhora peça para o Lula agora, beleza?"
 

"A fome é culpa da falta de compromisso de quem governa o país. Negar ajuda para alguém que passa dificuldades por divergência política é falta de humanidade. Minha solidariedade com essa senhora e sua família", afirmou o ex-presidente pelo Twitter.
 

O candidato André Janones (Avante), seu aliado, também se manifestou, assim como outros políticos da oposição. Rui Falcão (PT), candidato à Câmara dos Deputados, classificou o ato como desumano e cruel e disse ser urgente "varrer o bolsonarismo do Brasil."
 

O senador Humberto Costa (PT), disse que a cena é "triste, chocante e repugnante". "É contra isso que lutamos no Brasil. É contra essa mal, é contra a fome, é contra a morte", afirmou.
 

"Nojento! Negar uma marmita a quem tem fome por causa de uma posição política", criticou Guilherme Boulos (PSOL), que também tenta uma vaga de deputado federal.
 

O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) localizou a mulher por meio de um assentamento em Itapeva, cidade onde mora, e decidiu doar cestas de produtos da reforma agrária para ela por ao menos seis meses, de acordo com o Painel.
 

As cestas contêm itens produzidos por assentamentos e acampamentos do MST, como o arroz orgânico Terra Livre, feijão, suco de uva, café, melado, açúcar mascavo e geleia.
 

A situação econômica do Brasil é o principal alvo da campanha de Lula em relação ao governo Bolsonaro. Pesquisa da Rede Penssan de junho mostrou que 33 milhões de pessoas passavam fome no Brasil.



por Folhapress

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads