Últimas Notícias

Circuito Urbano reúne países parceiros de Salvador



Foto: Bruno Concha/Secom


A capital baiana foi palco de mais uma edição do Circuito Urbano — A Cooperação Internacional para o Desenvolvimento de Salvador. A iniciativa do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humano (ONU-Habitat), realizado em parceria com o Escritório de Cooperação Internacional (ECI) da Prefeitura de Salvador e a Secretaria Municipal de Política para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), ocorreu na manhã desta quarta-feira (26), no Centro Cultural da Câmara, no Centro.

Foto: Bruno Concha/Secom

O evento teve como objetivo reunir parceiros internacionais que promovem o desenvolvimento de programas e projetos na capital baiana. Na oportunidade, foram apresentados os principais programas e projetos que Salvador possui com instituições e organizações internacionais. O destaque foi para o impacto e alcance que essas iniciativas geram na cidade e como elas fortalecem a abordagem de crescimento que perpassa a noção de “não deixar ninguém e nem nenhum lugar para trás”.

O Circuito Urbano acontece pelo segundo ano consecutivo em Salvador. Dentre as instituições envolvidas no projeto estão o C40 de Grandes Cidades para a Liderança Climática, o Making Cities Resilient 2030 (MCR2030), o Consulado Honorário da Colômbia em Salvador, além da Embaixada da Costa do Marfim no Brasil, bem como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Consulado do Reino Unido em São Paulo. 

“Estamos muito felizes em participar de mais uma edição do Circuito Urbano, promovido pelo ONU-Habitat e, desta vez, de forma presencial, trazendo os parceiros do Escritório de Cooperação Internacional. É uma oportunidade de apresentar para a população de Salvador o quanto a nossa cidade tem avançado nos mais diversos setores através das relações internacionais”, relatou o chefe do ECI, João Victor Queiroz.

Temas como o desenvolvimento regional sustentável, engajamento comunitário no Plano de Ação Climática de Salvador, o papel do Reino Unido como apoiador do desenvolvimento de cidades e a inclusão tecnológica e social em Salvador foram abordados na reunião. Outros aspectos como a Cooperação Sul-Sul, a aproximação Abidjan-Salvador e a cooperação com o Unicef para a priorização de políticas públicas para a infância e juventude na capital soteropolitana também foram discutidos no evento.

Esforço conjunto – O chefe do ECI acrescentou ainda que, ao transformar a então Assessoria Internacional em um escritório, a Prefeitura priorizou a ampliação e implementação de uma estratégia de fomento a projetos e apoio aos organismos municipais. “O tema do evento, a cooperação internacional no âmbito do desenvolvimento da cidade, foi escolhido pelo entendimento de que as parcerias são um dos principais meios para garantir o avanço urbano, social, econômico e em todas as suas vertentes em Salvador. Assim, podemos pensar conjuntamente no posicionamento da nossa cidade como um modelo de benchmarking para que outros municípios se espelhem e se inspirem nos projetos”, contou Queiroz.

Para a titular da SPMJ, Fernanda Lordêlo, o Circuito Urbano reforça a importância que as parcerias têm para o desenvolvimento da cidade. “Não é fácil seguir sozinho, seja por questões financeiras, orçamentárias ou técnicas. Sabemos que boa parte dos nossos países amigos e parceiros já possuem projetos que são referência e que podem ser aplicados em Salvador com sucesso”.

Foto: Bruno Concha/Secom


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
PIROPO NEWS