Últimas Notícias

Primeira Farmácia Viva de Salvador deve ser inaugurada em 2023


 Foto: Bruno Concha/Secom

A primeira Farmácia Viva de Salvador, que está sendo implantada no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Jardim Armação, já está com 100% das obras de sua estrutura física concluídas e tem previsão de inauguração para o primeiro semestre de 2023.  A implantação deste projeto conta com investimento de aproximadamente R$200 mil, fruto da parceria entre a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e a Faculdade de Farmácia (Facfar), da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

 

A iniciativa contempla a construção e estruturação de um modelo sustentável na gestão pública, com atividades voltadas na adoção e promoção de boas práticas de cultivo, beneficiamento de plantas medicinais, de produção de drogas vegetais e medicamentos fitoterápicos manipulados. A estrutura tem como objetivo oferecer, sem fins lucrativos, assistência farmacêutica fitoterápica às comunidades, através da promoção do uso correto de plantas de ocorrência local ou regional, dotadas de atividade terapêutica cientificamente comprovada.

 

No Horto Municipal ocorrerá o cultivo de plantas medicinais como tapete de Oxalá, aloe vera, capim santo, guaco e outras.  A farmacêutica da rede municipal da saúde, Ariane Lage, conta que dentre as espécies utilizadas, algumas já fazem parte do uso cotidiano da população e se aprimoram com a implementação do projeto.


“A farmácia viva deriva da política nacional de plantas medicinais e fitoterápicos e tem como grande intuito absorver e aperfeiçoar esse conhecimento popular e a regionalidade relacionada ao uso de plantas medicinais na cura e tratamento de doenças, além de incorporar nesse processo produtivo barreiras de qualidade e segurança para garantir a eficácia desses fitoterápicos”, explica a profissional.

 

Cursos – Para desenvolvimento da Farmácia Viva de Salvador serão estruturados dois hortos farmacobotânicos: um no Caps III Jardim Armação, o qual já desenvolve atividades com pacientes por meio de oficinas terapêuticas, e outro de apoio, o Horto Farmácia da Terra na Facfar (Ufba). Um processo licitatório para a aquisição de mudas com certificação botânica, selo que atesta que a espécie vegetal de interesse é geneticamente válida, está em andamento.

 

Após isso, as mudas serão plantadas e cultivadas até estarem preparadas para seguir para a etapa de produção dos fitoterápicos, que ocorrerá na Farmácia Universitária, e contará com a manipulação de formas farmacêuticas sólidas, semi-sólidas e líquidas, que serão dispensadas para os pacientes com indicação clínica nas farmácias da rede municipal. Estão previstos também cursos sobre cultivo, beneficiamento, preparação e dispensação, que permitirão capacitar centenas de profissionais da saúde do município, integrando a universidade e os espaços de prática.

 

A proposta da Farmácia Viva Salvador visa colaborar beneficamente com a saúde da comunidade. O acesso aos fitoterápicos ocorrerá mediante prescrição médica e apresentação do cartão SUS e documento de identificação com foto, quando os mesmos já estiverem disponíveis nos postos da rede de assistência municipal.

 

Rede de assistência – O serviço de farmácia do município de Salvador é em geral composto pelo farmacêutico e auxiliar administrativo. Atualmente são 109 farmacêuticos estatutários atuantes. Alguns destes tiveram iniciativas pontuais ligadas a atividades de educação em saúde com fitoterapia, tais como oficinas de mudas e rodas conversas sobre uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos.

 

A Rede de Assistência Farmacêutica do Município de Salvador é constituída por 222 farmácias de unidades de saúde, distribuídas nos 12 Distritos Sanitários, incluindo diversos níveis de atenção à saúde: 43 Unidades Básicas de Saúde (UBS), 104 Unidades de Saúde da Família (USF), seis farmácias (Prefeitura-Bairro) três Centros de Saúde Mental, 16 Caps Adulto, um Caps infantil, um Caps Álcool e Drogas, quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de gestão própria, um Pronto Atendimento (PA) Psiquiátrico, uma Unidade Dispensadora de Medicamentos Antirretrovirais (UDM), dois Serviços de Atenção Especializada (SAE) São Francisco e Marymar Novaes e um Serviço Municipal de Assistência Especializada (Semae), além de farmácias conveniadas.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads