Últimas Notícias

Todo mundo que quer mudança e um futuro diferente está se juntando à gente”, diz ACM Neto




_Candidato ainda disse que seu adversário, Jerônimo Rodrigues, insiste em se esconder atrás do número do seu partido e tem fugido dos debates_


O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) destacou nesta segunda-feira (17) a adesão espontânea que tem recebido de pessoas que não participaram tão ativamente do primeiro turno, por entenderem que a eleição do próximo dia 30 é decisiva para o futuro do estado. Em entrevista à TV Bahia, afirmou também que esses eleitores estão comparando ele ao seu adversário, Jerônimo Rodrigues (PT), que nesta reta decisiva de campanha insiste em se esconder atrás do número do seu partido e tem fugido dos debates.


“Eu tenho andado pela Bahia e tenho recebido o carinho das pessoas. Hoje, em Guanambi, ontem em Coité e Araci. São adesões tanto políticas como, principalmente, do povo, das pessoas que não participaram da eleição no primeiro turno. Isso me faz ter a certeza da vitória no próximo dia 30”, disse na entrevista.


O candidato do União Brasil disse que a emergência de escolher um futuro melhor para a Bahia e de mudar quem comanda o governo do estado há 16 anos têm feito as pessoas se mobilizarem: “Muitos que nunca se envolveram em política, que nunca colocaram um adesivo no carro, que nunca fizeram uma postagem em rede social e que agora estão abraçando o 44. Porque viram que precisam agir, que não podem ficar de braços cruzados, que não podem deixar de votar no dia 30. Todo mundo que quer mudança, que tem esperança, que quer um futuro diferente, está se juntando à gente”.


ACM Neto lembrou que o segundo turno é a oportunidade para que o eleitor compare os candidatos em si. No entanto, o seu adversário, Jerônimo Rodrigues (PT), insiste em se esconder atrás do número do seu partido, tendo agora, inclusive, adotado a estratégia de fugir dos debates. “O eleitor tem o direito de acompanhar o candidato, de saber o que cada um pensa. Mas Jerônimo tem se escondido atrás de um número, tentando esconder a sua trajetória”, disse.


“Tentando esconder que foi secretário de Desenvolvimento Rural e extinguiu a EBDA, empresa que dava apoio ao pequeno agricultor. Tentando esconder que foi secretário de Educação da Bahia e deixou o ensino do estado em penúltimo lugar do Brasil. Então observem: o sujeito é agrônomo e foi um péssimo secretário de agricultura. Ele é professor e foi um péssimo secretário de educação. Ao ponto de ter sido obrigado pela Justiça a dar merenda aos alunos no período da pandemia. Porque ele se recusou a dar merenda aos alunos na pandemia”, completou Neto.


Segundo Neto, o eleitor baiano tem o direito de conhecer quem é Jerônimo no segundo turno e de decidir quem tem mais preparo para ser governador do estado: “É essa a comparação que eu quero que o eleitor faça. E o debate entre nós dois é fundamental para que o eleitor possa, ainda mais, perceber as limitações e o despreparo dele que foi testado e reprovado”.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
PIROPO NEWS