Últimas Notícias

Protestos nas rodovias podem atrapalhar distribuição de alimentos, diz ABIA


Protestos nas rodovias podem atrapalhar distribuição de alimentos, diz ABIA

A Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) disse na tarde desta quarta-feira (2) que está preocupada com a produção e distribuição de alimentos em todo o país, em decorrência da permanência dos bloqueios realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), em 17 estados brasileiros. O órgão contabiliza, no momento, mais de 30 linhas de produção paradas ou com risco alto de paralisação nas próximas horas. 

 

“As operações de produção, distribuição, comercialização e entrega de alimentos e bebidas configuram atividade essencial, reconhecida pelo governo federal, e é imprescindível que as manifestações não prejudiquem o livre trânsito de alimentos. Os bloqueios nas estradas comprometem severamente o acesso das indústrias às matérias-primas e insumos essenciais à produção e impedem a distribuição de todos os tipos de alimentos, inclusive leite em pó e fórmulas infantis. O monitoramento da ABIA contabiliza, no momento, mais de 30 linhas de produção paradas ou com risco alto de paralisação nas próximas horas, caso a situação persista”, disse a associação.

 

De acordo com a instituição, se os bloqueios permanecerem, há risco de descarte de, no mínimo, 500 mil litros de leite por dia pelos principais fornecedores de apenas uma indústria associada – além da perda de milhares de produtos acabados.

 

“Isso representaria prejuízos milionários para a economia, impactos na inflação e um desserviço aos esforços empreendidos pela sociedade no combate à insegurança alimentar. É urgente uma ação rápida e efetiva dos governos para o desbloqueio imediato das estradas, assim como a criação de corredores logísticos para garantir a circulação de alimentos, garantindo assim o abastecimento, e evitando o desperdício”, completou.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

header ads